Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019, 17h:13

Tamanho do texto A - A+

Médico chamado de malandro por Fabris pede indenização de R$ 150 mil por danos morais

Por: FERNANDA ESCOUTO

O médico e ex-diretor do Hospital Regional de Sorriso Roberto Satoshi Yoshida, entrou com uma ação de indenização por danos morais, no valor de R$ 150 mil, contra o ex-deputado estadual Gilmar Fabris. O processo está na 1ª Vara Cível de Sorriso (418 km de Cuiabá).

Alan Cosme/hiperNoticias

gilmar fabris

 Gilmar Fabris

Em 2017, chorando, Satoshi deu uma entrevista à imprensa denunciando a falta de medicamentos e suprimentos básicos no hospital, devido os atrasos nos repasses do governo do Estado. Em discurso na tribuna, na Assembleia Legislativa, Fabris, que fazia parte da base aliada ao governo, respondeu chamando o médico de mentiroso e malandro.

“Em razão de que esse deputado fazia parte da base de sustentação do então governador Pedro Taques e aquilo causava um dano político a eles, a repercussão da entrevista, o deputado acabou agredindo o médico com essas palavras, que não se adequam”, disse o advogado de Satoshi, Silas do Nascimento Filho ao HNT/ Hipernotícias.

Ainda conforme o advogado, Gilmar Fabris chegou a ser processado também no Tribunal de Justiça, pois na época possuía foro privilegiado.

“Essa interpelação foi juntada agora na ação para explicar que na época tomamos providência imediata contra o deputado”, completou.

Outro lado

Tentamos entrar em contato com o ex-deputado Gilmar Fabris, porém as ligações não foram atendidas.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto