Sexta-Feira, 07 de Abril de 2017, 14h:12

Tamanho do texto A - A+

Cuiabá viva em mim

Por: TAYNARA POUSO

 

Edson Rodrigues

Taynara Pouso

 

De Cáceres eu vim, botei mala no ônibus pra Cuiabá mudar.

Vim sem jeito, com lágrimas nos olhos e uma dor grande no peito.

Larguei Direito e vim aqui me aventurar.

E cá estou eu, escrevendo pra você, podendo me expressar.

Expressar e dizer que correr vale a pena quando o sonho vai além do sonhar.

Eu não fui feita só de riso, fui feita de luta e de muito caminhar.

Vim pra crescer, vim pra viver e também me apaixonar.

Apaixonei pelo curso, pela profissão e por um menino faceiro num só olhar.

Ah, cacerense, pantaneira, que conseguiu nos prédios morar.

Ainda que a saudade seja muita de pescar.

Ah, cuiabana de coração, pau rodado, pau fincado. Raiz forte e que começa a dar frutos.

Só agradeço aos céus por aqui estar.

Porque quem come pacu pra sempre vai amar Cuiabá.

Obrigada minha terra de nascimento e também minha terra de coração por me ter feito desse jeitinho, com muita paixão.

Ah! Emoção.

Cai no choro e no riso, não sabe bem o dito, só sabe ver o bonito num poema meio esquisito.

Parabéns Cuiabá.

E vem chegando do meu jeitinho, nada doce ou escondido, mas com palavras iremos - se assim o universo quiser - ao infinito.

Bem-vindos às histórias que conto, todas do meu ponto e com muito empoderar.

 

Feita de Mim

Taynara Pouso de RG, publicitária de formação, cacerense de nascimento, cuiabana de coração. 26 anos, faz textão, é de movimento, é de ação.

 

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei