Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 10h:30

Tamanho do texto A - A+

Misael quer aval do TRE para trocar, de imediato, PSB pelo PTB

Se não houver liberação legal da Justiça, Misael Galvão deixará para se filiar ao PTB na janela eleitoral de março do ano que vem. "Martelo está batido. É questão de alinhamento político"

Por: PAULO COELHO

O presidente da Câmara de Vereadores de Cuiabá, Misael Galvão, entra nesta terça-feira (25) com pedido de consulta junto à Justiça Eleitoral sobre a possibilidade legal de trocar de partido. O parlamentar decidiu que deixará o PSB e migrará para o PTB e, para que essa mudança ocorra de imediato, ele quer se certificar que não terá qualquer revés judicial.

"A decisão está tomada, se o TRE-MT homologar a mudança, eu me filio agora ao PTB, caso contrário vou deixar para me filiar na janela, em março do ano que vem”, garantiu Misael, à reportagem do HNT/HiperNoticias.

Reprodu??o

Misael Galv?o

Misael no PTB: "Questão de afinidade"

O vereador sustenta ainda que já obteve uma “carta de liberação” do presidente do PSB regional, deputado estadual Max Russi, mas mesmo assim não quer arriscar a cometer erro jurídico e, com isso, comprometer sua elegibilidade.

“O Max não queria que eu saísse do PSB, mas ele entendeu meu desejo de migrar para o PTB. Já peguei a carta, vou fazer essa consulta junto ao TRE, e se a Justiça não permitir mudar agora, eu vou esperar a janela eleitoral”, reforçou.

A afinidade partidária e o alinhamento político são dois argumentos apontados pelo presidente da Câmara de Cuiabá, para trocar de agremiação.

“Meu alinhamento político é o mesmo do PTB, além do respeito muito grande que eu tenho pelo ex-prefeito Chico Galindo, que é presidente estadual do partido. Já havia esse convite há muitos anos, desde 2016 e agora, com essa abertura da janela política, eu tomei essa decisão, depois também de ter consultado meu grupo político e minha família”, argumentou, negando haver qualquer problema de relacionamento com o presidente do PSB, Max Russi. “É uma decisão de foro pessoal, mesmo, tenho características ligadas mais com o PTB”.

Sobre as conversas de bastidores que apontam seu nome como possível candidato a vice-prefeito, numa chapa encabeçada pelo atual chefe do Executivo municipal, Emanuel Pinheiro (MDB), o vereador Misael nega que esteja havendo essa articulação, e que foi “pego de surpresa com essa história”, mas que se sente lisonjeado por ter o nome lembrado para concorrer a um cargo que  ele julga importante. Misael Galvão, um dos principais aliados do prefeito cuiabano, também opina que Emanuel Pinheiro “tem feito um mandato positivo e tem capital político para ser candidato natural à reeleição”.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1