Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 07h:52

Tamanho do texto A - A+

Negociador de reféns será assessor de Trump

Por: CONTEÚDO ESTADÃO

O presidente dos EUA, Donald Trump, nomeou nesta quarta-feira, 18, o advogado Robert O'Brien como seu novo conselheiro de Segurança Nacional, em substituição a John Bolton. Funcionário do Departamento de Estado, trabalhou tanto em governos republicanos quanto em democratas. Colegas dizem que O'Brien tem um perfil agressivo. Ele é um negociador de reféns e chegou ao cargo após pressão do secretário de Estado, Mike Pompeo.

O anúncio da nomeação foi feito pelo Twitter. "Estou muito satisfeito em anunciar que nomearei Robert O'Brien como o nosso novo conselheiro de Segurança Nacional. Trabalhei muito e duro com Robert. Ele fará um grande trabalho", escreveu o presidente americano.

Amigos e ex-colegas de Departamento de Estado dizem que O'Brien tem um perfil parecido com o de Bolton, embora seja mais adepto do trabalho em equipe. O conselheiro de Segurança Nacional é um dos cargos mais importantes da Casa Branca, podendo influenciar a política externa americana, ao lado do presidente e do secretário de Estado.

O'Brien trabalhou com a ex-secretária de Estado Condoleezza Rice, durante o governo do presidente republicano George W. Bush, e também sob o comando de Hillary Clinton, durante o mandato do democrata Barack Obama. Além da pressão feita por Pompeo, O'Brien entrou no radar de Trump após os elogios que ele fez ao presidente "por trazer reféns americano de volta para casa".

Em julho, o novo conselheiro de Segurança Nacional foi enviado pelo presidente para libertar o rapper americano A$AP Rocky, acusado de estupro na Suécia - embora a especialidade de O'Brien seja negociar reféns presos em frentes de batalha. A intervenção de Trump foi criticada.

Desconhecido

O premiê da Suécia, Stegan Lövfen, reclamou, dizendo que os tribunais do país "eram independentes" e ninguém poderia interceder em casos judiciais. Rocky foi libertado por um juiz, mas o presidente não economizou elogios ao seu "negociador-chefe". "Ele é o maior negociador da história dos EUA", afirmou Trump.

Entre os especialistas em segurança nacional, porém, O'Brien é um desconhecido. Fred Fleitz, um dos assessores de Bolton, disse não saber quase nada sobre ele. Ao site de notícias Politico, um alto funcionário da Casa Branca, que também se surpreendeu com a nomeação, reconheceu que a pressão do secretário de Estado ajudou. "Obviamente que Pompeo teve uma grande influência", disse. (Com agências internacionais).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

(Com Agência Estado)
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei