Quarta-Feira, 02 de Outubro de 2019, 15h:30

Tamanho do texto A - A+

Promotoria desmente boato sobre prisão de adolescente suspeita de atirar em garimpeiro

Por: REDAÇÃO

A Promotoria de Justiça da Comarca de Alta Floresta não pediu a “prisão” da adolescente de 12 anos, suspeita de atirar em um garimpeiro de 27 anos, neste domingo (29). O homem teria entrado no sítio da família dela, em Alta Floresta (a 792 km ao norte de Cuiabá). 

O órgão tem sido alvo de fake news com informações inverídicas sobre o caso, entre elas a notícia de um “pedido de prisão” que não foi feito. A informação falsa, postada em um blog criado no dia 1º de outubro, que por sua vez foi reproduzido por outros sites, portais e redes sociais, tem incitado a revolta da população. O Ministério Público Estadual (MPMT) esclarece que a adolescente não foi apreendida, mas é aguardada para prestar depoimento na delegacia do município.

Um procedimento foi aberto para apurar o caso e só depois que for concluído é que será encaminhado à 2ª Promotoria de Justiça Cível de Alta Floresta para manifestação. Portanto, não existe nenhuma manifestação ministerial ou decisão judicial sobre o caso, embora as notícias falsas digam o contrário.

A foto divulgada como sendo de uma garota, conduzida por um policial militar, que atirou no garimpeiro não é do caso, mas ilustra a “matéria” que não faz menção a nenhuma fonte de informação ou sequer faz menção à autoridade constituída para dar legitimidade e confiabilidade ao texto publicado. Há indícios de que a foto utilizada seja de um caso ocorrido em Macapá (AP), em abril deste ano.

Uma verificação feita pela Promotoria de Justiça de Alta Floresta constatou que o blog que divulgou a matéria foi criado ontem, tem total de 12 postagens, sendo 11 sobre o espaço e planetas e uma do caso da garota que atirou no garimpeiro com o uso de espingarda, tudo a indicar fake news com tentativa de legitimar a mentira.

O CASO

De acordo com a Polícia Militar, o garimpeiro invadiu o sítio onde mora a adolescente e a família dela. Ele estava no portão, quando a menina de 12 anos pediu para que ele não entrasse. Entretanto, o homem não obedeceu.

 

Ele foi atingido com um tiro de espingarda no braço e outro no abdômen.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei







Mais Comentadas