Quinta-Feira, 07 de Novembro de 2019, 10h:16

Tamanho do texto A - A+

Clima tenso e discussão toma conta de julgamento de militares

Por: DA REDAÇÃO

Luis Vinicius

julgamento grampolandia

Promotor de Justiça, Allan Sidney do Ó, iniciando sua fala

Foi tenso o clima na audiência de julgamento de cinco militares suspeitos de estarem envolvidos no esquema de interceptações telefônicas ilegais em Mato Grosso, denominada "Grampolândia Pantaneira".

A primeira audiência, realizada na tarde desta quarta-feira (6), registrou um desentendimento entre o advogado do cabo Gerson, Eurolino Sechinel dos Reis, e o promotor Allan Sidney do Ó.

O motivo da discussão teria sido o fato de o promotor ter feito uma pergunta diretamente a Gerson e o advogado argumentou que, caso perguntado, seu cliente precisaria do direito à resposta.

Aos gritos e com dedo em riste, ambos bateram boca: “Eu não me dirigi ao senhor. A ampla defesa e o contraditório hão de vingar aqui. Eu vou te interromper cada vez que o senhor falar o nome do meu cliente aqui, disparou o advogado.

A confusão só foi apartada após o juiz intervir e afirmar que não há previsão legal que impeça de se dirigir a uma das partes.

São ouvidos o coronel PM Lesco, coronel PM Zaqueu, coronel PM Ronelson Barros, tenente coronel PM Januário e o cabo Gérson.

Além de quarta-feira, as audiências deverão ser realizadas nesta quinta-feira (7) e sexta-feira (8), a partir das 13h30.

Veja trecho da discussão:

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei







Mais Comentadas