Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019, 19h:19

Tamanho do texto A - A+

Partido Comunista Chinês diz que economia enfrenta pressões negativas

Por: CONTEÚDO ESTADÃO

O comitê do Partido Comunista da China disse nesta sexta-feira, 19, que a despeito de um bom início de ano, a economia do país ainda enfrenta muitas dificuldades. As pressões negativas à atividade se devem a mais fatores estruturais e sistêmicos que cíclicos, defende o comitê do partido em ata de encontro liderado pelo presidente chinês, Xi Jinping, de acordo com a agência oficial Xinhua.

Uma das prioridades é o apoio ao setor privado e aos pequenos negócios por meio de diminuição de custos financeiros, ressaltou a agência de notícias.

O Partido Comunista também prometeu estabilizar a demanda, pressionando as mudanças do lado da oferta e continuando com a desalavancagem estrutural.

Em relação ao setor de construção civil, um dos maiores do país, o partido reiterou que "as casas foram feitas para se viver nelas, não para se especular", pedindo ainda que governos municipais sejam responsáveis por suas próprias políticas habitacionais.

A China registrou no primeiro trimestre de 2019 crescimento em base anual de 6,4%, em meio aos esforços de Pequim para estabilizar o crescimento econômico depois de meses de fraqueza da atividade. Apesar de o número ter vindo um pouco acima do esperado, o governo de Xi Jinping segue determinado em manter os estímulos.

Entre outras medidas, o governo está considerando estimular as vendas de carros, smartphones e eletrodomésticos. Fonte: Dow Jones Newswires.

(Com Agência Estado)

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei



Últimas Notícias







ESTÚDIO HIPER
INFORME PUBLICITÁRIO GCOM - Combate à Dengue, Zika e Chikungunya em MT

INFORME PUBLICITÁRIO - Combate as Infecções Sexualmente Transmissíveis

16º FESTIVAL DAS FLORES CUIABÁ 2019