Terça-Feira, 02 de Abril de 2019, 16h:00

Tamanho do texto A - A+

Terapia de Lembranças utiliza música para celebrar 300 anos de Cuiabá

Por: REDAÇÃO

O projeto “Terapia de Lembranças”, da Unimed Cuiabá, chega à sua segunda edição em comemoração aos 300 anos da capital mato-grossense. Desta vez, o estímulo é feito por meio da música, com base na constatação de que ela promove um aumento significativo na atividade cerebral. Foi o que aconteceu com o músico cuiabano João Batista de Jesus, 79 anos, conhecido como Bolinha.

Assessoria

Terapia de Lembranças UNIMED


Colocado frente a frente com imagens, músicas e até uma versão atual de sua antiga banda, a Jacildo e Seus Rapazes, o saxofonista pareceu ter remoçado décadas, lembrando de muitos detalhes do tempo em que percorria Cuiabá e o interior do estado fazendo shows. Seus relatos remontaram uma cidade de grande efervescência cultural, com clubes e casas de espetáculos que atraiam muita gente.

Somos capazes de guardar em nossas mentes bilhões de informações, mas com o tempo boa parte delas acaba desaparecendo. Na verdade, nosso cérebro é que vai perdendo a capacidade de acessá-las por causa do envelhecimento e de doenças neurodegenerativas como o Mal de Alzheimer. Mas é possível prevenir e até mesmo tratar o problema exercitando a memória e esta é a proposta do projeto “Terapia de Lembranças”.

Prova de que recordar é viver, apesar do clichê, em 2018, um livro de fotos estimulou os idosos a lembrarem do passado por meio de fotos antigas da Capital, este ano a música é o elemento utilizado para resgatar memórias.

O neurocirurgião Giovani Mendes explica que a música, presente em momentos de alegria e também de tristeza, tem poder de despertar emoções, reavivar lembranças e promover um complexo de atividades em inúmeras áreas do cérebro. “Ao ativá-las, a música promove alterações fisiológicas que afetam o nosso organismo das mais diferentes formas. É por isso que temos sensações de prazer, bem-estar, saudade e até aquele aperto no coração. São alterações do ritmo cardíaco, do ritmo respiratório e até do ritmo cerebral”.

Segundo o especialista, isso acontece porque a música estimula a liberação de neurotransmissores como a serotonina, dopamina, norepinefrina, entre outros. Eles são como mensageiros que transportam informações entre as células nervosas e delas para o restante de nosso corpo. “O que ela faz é estimular a produção desses neurotransmissores que estão em falta nas pessoas acometidas por doenças como o Mal de Alzheimer”, exemplifica.

O projeto

O presidente da Unimed Cuiabá, Dr. Rubens Carlos de Oliveira Junior, conta que o projeto “Terapia de Lembranças” foi lançado em 2018 como uma forma de a Cooperativa comemorar o aniversário da Capital e, ao mesmo tempo, promover a saúde e a qualidade de vida dos idosos. Além de um livro, ofertado gratuitamente à população em geral, um site criado especialmente para a ação convidava as pessoas a embarcarem numa viagem mental ao passado de Cuiabá, revendo ruas, praças, casarões.

Assessoria

Terapia de Lembranças UNIMED


Para a segunda edição, que coincidiu com as comemorações dos 300 anos de Cuiabá, buscou-se outra forma de estimulá-los ao mesmo tempo em que a Cooperativa celebra a importante data. “A música foi escolhida porque comumente está ligada aos mais diversos momentos de nossas vidas. Funciona como um gatilho que imediatamente nos remete ao passado e reaviva a memória”, justifica.

Segundo o presidente, a iniciativa está em sintonia com os objetivos da Unimed Cuiabá direcionados aos clientes com mais de 60 anos, com programas de saúde como o Viver Melhor. “Com essa nova etapa do ‘Terapia de Lembranças’ a Unimed Cuiabá reafirma a preocupação e o carinho que tem com os idosos e com a cidade”, finaliza.

No site do projeto http://www.terapiadelembrancas.com.br o visitante encontra tudo sobre a proposta. Há entrevistas com o músico Bolinha e o médico sócio fundador da Unimed Cuiabá Hilton Taques, a palavra do neurocirurgião Giovani Mendes e uma playlist especialmente montada para viajar no tempo com canções que foram sucesso em vários momentos da história da tricentenária Cuiabá.

 

Credito: Assessoria
Credito:
Credito:
Credito: Assessoria
Credito: Assessoria
Credito: Assessoria
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto




Últimas Notícias