Sábado, 23 de Março de 2019, 14h:05

Tamanho do texto A - A+

Artista plástico português comemora 50 anos de trajetória com exposição sobre a vida selvagem em Cuiabá

Por: REDAÇÃO

A Casa do Parque será o cenário de uma exposição que trará a Wildlife Art – Arte da vida selvagem como temática principal. “Francisco Charneca - 50 Anos de Exposições” será aberta às 19 horas da próxima quarta-feira (27.03). Serão 27 telas e também canecas e camisetas estampando a arte de Charneca, cuidadosamente selecionados para marcar meio século de dedicação a arte e sua paixão pela vida selvagem.

Divulgação

FRANCISCO CHARNECA

 Francisco Charneca

Flávia Salem, idealizadora da Casa do Parque, comemora mais uma exposição reconhecendo o valor Francisco Charneca e de suas obras que traduzem, além da arte diferenciada, seu conhecimento a respeito da vida selvagem.

“O Charneca, além de ser um grande artista, é um profundo conhecedor da vida selvagem, uma verdadeira enciclopédia viva. E ele consegue transmitir isso de uma forma muito realista em suas obras”, define Flávia Salem.

O artista não esconde a expectativa. “Ânima, alma, animal. Assim defino esta exposição que comemora 50 anos de trajetória pelo mundo afora e também minha grande paixão pela vida selvagem. E a Casa do Parque foi uma oportunidade que apareceu e me deixou muito feliz porque é um espaço que tem efetivamente o mesmo espírito e a mesma estrutura encontrada nos grandes centros e que permite fazer uma exposição com a dignidade aqui em Mato Grosso.

Charneca também afirma que a exposição em um bistrô inova e a torna mais acolhedora. “É um espaço esteticamente agradável e com a inteligência de juntar o convívio gastronômico com a arte, tornando o ambiente menos frio e favorecendo com que a exposição flua com mais leveza”.

Em 2019, comemora 50 anos de sua carreira e na sua extensa biografia coleciona centenas de obras de arte produzidas, dezenas de exposições, diversas premiações e títulos recebidos, com destaque ao de Membro Acadêmico da Academia Brasileira de Belas Artes (ABBA).

Passear por qualquer uma das telas de tema Wildlife do mestre da pintura Francisco Charneca produz a sensação do verdadeiro espírito da vida selvagem no esplendor das suas mais belas, mágicas, e muitas vezes misteriosas, cenas da natureza e da sua saudável e sustentável relação com o ser humano.

Charneca nasceu em Évora, Portugal, em 11 de setembro de 1959 e imigrou com os pais para Moçambique onde morou até aos 15 anos. Aos dois anos de vida começou a desenhar. Lápis e papel eram seus brinquedos preferidos na infância.

No Ano de 1969, com nove anos de idade, realiza sua primeira exposição. Mais tarde, dedica-se ao estudo dos grandes mestres da pintura mundial, em especial aos clássicos Michelângelo, Leonardo da Vinci, Carravagio, Pedro Paulo Rubens, Rembrandt Van Rijn. Entre os contemporâneos a principal influência foi de Salvador Dalí.

Aos 15 anos de idade retornou a Portugal, sua terra natal, e lá continuou desenvolvendo sua arte. Ganhou respeito, honrarias e prestígio no mundo artístico, ao tempo que continuava a praticar sua filosofia aprendida em solo africano.

Em 1996 vai para o Brasil, casa com Eva Helena de Arruda Gomes, e fixa suas raízes neste belo país que em muito o faz lembrar o aspeto exótico, misterioso e mágico da África. E como não podia ser diferente, continuou com sua ascensão artística produzindo obras lindíssimas (Centenas de pinturas e monumentos), ganhando títulos e ingressando na Academia Brasileira de Belas Artes.

Em seu percurso de crescimento intelectual Charneca graduou-se em Arquitetura Paisagista e atualmente está cursando mestrado em Ordenamento do Território.

Melhor momento

Agora o artista vive o seu melhor momento pessoal e profissional onde conseguiu levar seu pincel e sua paleta de cores a um nível de excelência suficiente para fazer repercutir mundialmente suas mensagens de reflexão sobre o direito de proteção à cultura e tradição, de todo ser individual bem como de sua família e de seu povo, através do universo Wildlife, utilizando como princípios de sua filosofia os ancestrais costumes naturais de tribos africanas.

Charneca consegue ser uma miscelânea de pintor, escultor, poeta, filósofo, ecologista, caçador e cientista, que carrega no peito um coração apaixonado pelas Artes Plásticas e pelo movimento Wildlife.

Detentor de conhecimentos artísticos capazes de impressionar milhares de pessoas, durante sua carreira transitou com maestria por diversos estilos e técnicas artísticas que vão do abstrato ao hiperrealismo, além de passear por incontáveis de temáticas.

Valores

A arte Wildlife de Francisco Charneca se baseia em valores éticos e sustentáveis da própria natureza e que foram absorvidos de tribos africanas cujos quais teve contato quando criança em Moçambique.

As obras desta exposição deixam clara a mensagem de que os seres humanos são hortelões da natureza e que, apesar de possuírem o direito de usufruí-la em diversas de suas vertentes, seja pela simples contemplação ou com práticas cinegéticas (caça), devem ter também o cuidado de mantê-la para gerações futuras.

Também é possível notar nas obras do artista, assim como acontece na natureza, variações que vão do colorido policromático harmônico advindo das tintas acrílicas como  também do monocromático aplicado muitas vezes com pigmentos de terras naturais colhidos do solo diretamente por Francisco Charneca.

Quanto ao estilo estético visual das obras expostas, a paixão de Francisco Charneca pela “Criação” condiciona a sua opção estética. Como pode a criatura querer competir com a perfeição do Criador? Para o artista a única forma de manifestar o seu espanto e admiração perante o sublime da Criação é reproduzi-lo da forma mais fiel possível através da aplicação da técnica do hiperrealismo na dose exata para os elementos tidos como mais belos e a técnica do impressionismo e abstrato para os tidos como acessórios.

Serviço

O que: Abertura de ‘Francisco Charneca e 50 Anos de Exposições’

Quando: 27.03.19

Horário: 19h

Local: A Casa do Parque - Rua Major Severino de Queiroz, 455 - Duque de Caxias II, Cuiabá - MT

Entrada: Gratuita.

Credito: Divulgação
Credito: Divulgação
Credito: Divulgação
Credito: Divulgação
Credito: Divulgação
Credito: Divulgação
Avalie esta matéria: Gostei +5 | Não gostei









ESTÚDIO HIPER
INFORME PUBLICITÁRIO GCOM - Combate à Dengue, Zika e Chikungunya em MT

INFORME PUBLICITÁRIO - Combate as Infecções Sexualmente Transmissíveis

16º FESTIVAL DAS FLORES CUIABÁ 2019