Segunda-Feira, 01 de Abril de 2019, 09h:40

Tamanho do texto A - A+

Voluntárias fazem campanha para arrecadar 700 sacolões a funcionários da Santa Casa

Por: JESSICA BACHEGA

SELO1_HIPER

 

Sensibilizadas com a situação dos funcionários da Santa Casa, um grupo de mulheres iniciou campanha de arrecadação de sacolões que serão doados aos trabalhadores que estão sem salários há seis meses. A campanha “SOS Funcionários da Santa Casa” teve início no sábado (30) e pretende angariar 700 cestas básicas para serem entregues até o dia 8 de abril, aniversário de Cuiabá.

Alan Cosme/HiperNoticias

manifestação dos enfermeiros da santa casa

 Profissionais estão com salários atrasados há 6 meses

Os funcionários decretaram greve no início do mês de março em protesto aos pagamentos atrasados. Sem mão de obra, o hospital fechou as portas e ainda não tem previsão de retomada dos atendimentos.

Alguns trabalhadores conseguiram outros empregos e deixaram a unidade, porém aqueles que continuam ligados apenas à Santa Casa estão à míngua, na expectativa de receber os vencimentos.

“Ver pais de famílias chorando, em torno de 800 famílias totalmente desamparadas, passando fome, sem nenhum tipo de apoio ou ajuda, sem saber o que fazer ou como se organizar”, diz trecho do texto da campanha.

Conforme Celma Malheiros, uma das organizadoras da ação, houve reunião com os servidores e eles relataram casos de contas de luz e água atrasadas, pensões de filhos que estão pendentes sob ameaça de prisão, e, o mais desesperador, falta de alimentos.

“Reunimos um grupo de mulheres e estamos tentando sensibilizar as pessoas para que ajudem, a princípio estamos arrecadando sacolões, mas estudamos reunir mais voluntários para que possamos receber alimentos avulsos e montarmos as cestas. Não é todo mundo que pode dar uma cesta inteira, se doar um pacote de feijão já ajuda”, afirmou ao HiperNotícias.

A doação das cestas é uma medida paliativa para suprir a necessidade mais urgente. O grupo tem feito um levantamento das profissões e habilidades dos enfermeiros para que possam garantir renda por meio de algum emprego temporário até que a situação da Santa Casa se resolva.

“Eu trabalho com doces personalizados, se alguém tiver experiência com confeitaria ela pode trabalhar comigo e assim por diante. Há eletricistas, pedreiros, vamos fazer esse levantamento e divulgar a mão de obra. A maioria deles têm uma segunda profissão”, explicou Celma.

Nesse primeiro momento, os alimentos podem ser entregues no Laboratório de Anatomia Patológica, anexo à Santa Casa, ou com as responsáveis pelo grupo. Novos pontos de coleta devem ser divulgados no decorrer da semana.

Um vídeo da campanha circula nas redes sociais. Nele, servidores pedem apoio da sociedade para atravessarem o momento delicado.

Mais informações sobre as doações podem ser obtidas com as organizadoras Eddy (65 99962 8682), Sandra Barros (65 98466 5414) e Celma Malheiros (65 99207 5320). 

Na última semana, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou que estava discutindo junto ao Governo do Estado e Ministério da Saúde a possibilidade de reabertura da Santa Casa. O gestor relatou que nos próximos dias deve anunciar sua decisão e o que será feito. Uma intervenção do Município não está descartada.

Veja vídeo
">

Avalie esta matéria: Gostei +3 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto