Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019, 10h:35

Tamanho do texto A - A+

Jovens construindo elos para a transformação social

Por: ALINE VELOZO

Reprodução

Aline Velozo

Você já ouviu falar sobre protagonismo juvenil? Esse é um conceito atribuído a práticas educativas que estimulam os jovens a serem o elemento central de seu processo formativo, tornando-se pessoas mais autônomas e comprometidas socialmente. Despertar o protagonismo juvenil em ambientes familiares, escolares ou de articulação social é colaborar ativamente para a formação de um futuro mais justo para as próximas gerações.

A Fundação André e Lucia Maggi (FALM), que atua nos municípios onde a AMAGGI está presente, com a missão de contribuir para o desenvolvimento local e humano, desenvolve projetos e parcerias que levam a juventude a pensar soluções transformadoras para suas comunidades.

No Espaço Coletivo mantido pela FALM em Rondonópolis (MT), os participantes da “Oficina Liderança Jovem: Fazendo meus próprios caminhos”, desenvolveram, um importante papel de liderança ao colocar em prática a ideia “Horta no Poste”. Plantando temperos em garrafas PET fixadas em postes por seus bairros, cerca de 30 adolescentes incentivaram famílias e vizinhos a cuidar da natureza e a interagir com a cidade. Iniciativas como essa mobilizam as pessoas a reconhecerem problemáticas em suas comunidades e propor soluções de melhoria, que postas em prática, empoderam e transformam realidades.

Desde a década de 1980, discursos sobre a participação da juventude na sociedade estão presentes em pautas de instituições como a Organização das Nações Unidas (ONU). 

E esse desejo de realizar algo em benefício coletivo com impacto social aliado ao seu propósito de vida é um potencial desperto no jovem protagonista. Por acreditar nessa capacidade transformadora, a Fundação André e Lucia Maggi, lança em 2019, o edital Desafio Global, a fim de impulsionar projetos protagonizados por jovens moradores dos municípios de atuação da AMAGGI, na faixa etária de 13 a 29 anos, que poderão, por meio de suas ideias, criar impactos sociais positivos em suas comunidades. As inscrições para o Desafio Global estão abertas até o dia 27 de setembro, pelo sitewww.fundacaoandreeluciamaggi.org.br.

Quer conhecer mais exemplos sobre protagonismo juvenil e como os jovens estão fazendo a diferença em suas comunidades? Veja mais aqui: https://www.youtube.com/watch?v=02M3Cc-p6vc&feature=youtu.be


*ALINE VELOZO é educadora social licenciada em Educação Física e Pedagogia Waldorf e atua como arte-educadora na Fundação André e Lucia Maggi. Acredita na cooperação como potencialidade de transformação social.

 

 

 
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1

Leia mais sobre este assunto








Mais Comentadas