Quarta-Feira, 08 de Novembro de 2017, 09h:25

Tamanho do texto A - A+

Toninho confirma assinatura e CPI do Paletó deve ser instaurada em três dias

Por: FELIPE LEONEL

O vereador Toninho de Souza (PSD) confirmou a assinatura ao requerimento para criar a Comissão Parlamentar de Investigação (CPI) contra o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB). Com a nona rubrica, o requerimento foi protocolado na Câmara, que tem três dias para oficializar a instauração da investigação. O vereador Marcelo Bussiki, autor da propositura, será o presidente da CPI.  

 

Alan Cosme/HiperNoticias

toninho de souza

 Vereador Toninho de Souza

Toninho concedeu entrevista na manhã desta quarta-feira (8), na sede do parlamento municipal, na qual lamentou a necessidade de criar a CPI do Paletó para o prefeito explicar o vídeo, no qual aparece recebendo dinheiro supostamente de propina. “Espero que o prefeito possa, por iniciativa própria, tomar a iniciativa de procurar a CPI e trazer as provas contundentes que ele diz ter”, afirmou o parlamentar.

 

O vereador não assinou a CPI antes porque, segundo ele, entendia não ser o instrumento adequado e poderia prejudicar o andamento da administração municipal. O requerimento dividiu a Câmara entre prós e contra Emanuel, sendo apoiada por seis vereadores inicialmente, e ganhou mais duas rubricas com a volta ao parlamento do vereador Diego Guimarães (PP) e Elizeu Nascimento (PSDC).

 

“Porém, a situação se agravou. A Câmara chegou a uma situação de caos. O município começou a ser prejudicado e, infelizmente, a imagem de Cuiabá que nós esperávamos que ela fosse amenizada, continua sendo arranhada. A exposição na imprensa nacional e se trata da imagem da Capital de Mato Grosso. Isso precisa ser esclarecido”, afirmou.

 

Além da assinatura do requerente, os vereadores Abilio Brunini (PSC), Sargento Joelson (PSC), Gilberto Figueiredo (PSB), Dilemário Alencar (Pros), Felipe Wellaton (PV), Diego Guimarães (PP), Sargento Elizeu (PSDC) e Toninho assinaram a CPI. 

 

O requerimento foi apresentado no dia 29 de agosto, com o objetivo de apurar o vídeo em que o gestor aparece enchendo os bolsos do paletó com dinheiro. Porém, o objeto da Comissão incorporou também a busca e apreensão feita pela Polícia Federal na residência do prefeito, assim como o áudio gravado pelo ex-secretário de Indústria e Comércio, Alan Zanatta. 

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto