Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019, 11h:30

Tamanho do texto A - A+

Ziraldo é retratado em caricaturas na exposição 'Ao Mestre Com Carinho'

Por: CONTEÚDO ESTADÃO

Quando Ziraldo completou 85 anos, recebeu uma homenagem especial de um grande número de artistas gráficos brasileiros, registrada no livro Ao Mestre Com Carinho: Ziraldo 85 no Traço de 85 Talentosos Cartunistas, publicado pela Melhoramentos. Agora, às vésperas de festejar seus 87 anos (no dia 24 de outubro), o criador do Menino Maluquinho volta a ser homenageado. O livro de caricaturas virou uma exposição que poderá ser visitada na Casa Melhoramentos, na zona oeste de São Paulo, até o dia 31 de outubro. A entrada é gratuita.

"Ziraldo é um ícone da literatura brasileira, artista multimídia, uma referência para a maioria absoluta dos artistas do humor gráfico, quase uma unanimidade, e esse fenômeno vem atravessando décadas e encantando várias gerações, justamente pela sua produção profícua, que teve o início de sua projeção nacional com os seus cartuns", comenta Edra, responsável pela coordenação editorial da obra - e também por uma das ilustrações.

Uma coincidência: Edra nasceu em Caratinga, como Ziraldo, mas quase três décadas depois do cartunista. Fã do trabalho de seu conterrâneo, sempre o incomodou Caratinga nunca ter feito uma homenagem à altura do filho ilustre. É desse desejo que nasce o livro, e agora a mostra.

Edra convidou artistas diversos para, por meio de caricaturas, cada um com o seu talento e estilo, "manifestar a admiração e carinho ao grande mestre". Quase todos os Estados brasileiros estão representados na obra, que conta com desenhos de artistas como Mauricio de Sousa, Paulo e Chico Caruso, Baptistão, Jal, Mônica Fuchshuber e Cláudia Kfouri, entre muitos outros.

As caricaturas são intercaladas, no livro, que foi premiado pelo 31º Troféu HQ Mix, por informações biográficas de Ziraldo, fotos e amostras do trabalho do próprio artista.

Zélio, irmão de Ziraldo e também artista, assina um dos textos de apresentação e relembra o dia em que foi com os pais até a estação Leopoldina para despachar o irmão mais velho para o Rio e diz que Ziraldo se tornou "um mito inquieto e criativo".

Há ainda um texto de José Alberto Lovetro, presidente da Associação dos Cartuns do Brasil, em que ele destaca que o carinho dos desenhistas, amigos e crias de Ziraldo "só mostra que aquele Menino Maluquinho se multiplicou em centenas, milhares, milhões de crianças que criarão mais meninos maluquinhos na esperança de um Brasil mais justo e feliz". O terceiro texto é assinado por Edra, que comenta sua relação com o ídolo que homenageia com Ao Mestre Com Carinho.

Novos livros

Ziraldo sofreu um AVC no ano passado e, embora recuperado, não participou da Bienal do Livro do Rio de Janeiro, que terminou no dia 8 passado e foi marcada pela tentativa de censura do prefeito Marcelo Crivella a obras com temática LGBT. Tradicionalmente, ele é um dos convidados mais assediados da feira. Mas o autor de mais de 150 títulos e 8 milhões de exemplares vendidos - 350 mil só no exterior - esteve presente com uma série de livros, que chegam agora às livrarias.

Em parceria com Gustavo Luiz e Mig, ele lançou a Coleção Do-Ré-Zi, com três primeiros títulos: O Mistério da Tuba, Dum-Dum, o Tambor e João, O Violão Apaixonado. Saiu também o segundo título da série que reúne os célebres personagens de Ziraldo e de Mauricio de Sousa: 5...4...3...2...1 Mônica e Menino Maluquinho Perdidos no Espaço, escrito por Manuel Filho. E 2019 marca os 50 anos de publicação de Flicts, que ganhou uma edição comemorativa.

Serviço:

Ao Mestre Com Carinho: Ziraldo 85 no Traço de 85 Talentosos Cartunistas

Onde: Casa Melhoramentos (Rua Tito, 479, - Vila Romana - São Paulo)

Quando: De segunda a sexta, das 9h às 18h - até 31 de outubro

Entrada gratuita

(Com Agência Estado)
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei