Segunda-Feira, 08 de Julho de 2019, 09h:13

Tamanho do texto A - A+

Secretário afirma que governo avalia prorrogar decreto de calamidade financeira

Por: FERNANDA ESCOUTO

O decreto de calamidade financeira assinado pelo governador Mauro Mendes (DEM), em janeiro, pode ser prorrogado nos próximos dias. A informação foi dada pelo secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, em entrevista ao programa Bom Dia MT (TVCA), nesta segunda-feira (8).

Alan Cosme/HiperNoticias

mauro carvalho

 Secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho

“Realmente o Estado continua com uma situação financeira extremamente delicada. Ainda estamos com salários escalonados e isso tem dificultado muito. Recuperamos os pagamentos de muitos fornecedores, mas ainda existem restos atrasados. Estamos trabalhando diariamente para que essas coisas se resolvam o mais rápido possível”, disse.

De acordo com o secretário, uma avaliação já está sendo feita pela equipe econômica do Estado e deverá ser entregue ainda essa semana.

O decreto foi assinado no começo do mandato do governador, como medida emergencial para buscar o reequilíbrio das contas do Estado. À época, Mendes apresentou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, um acúmulo de dívidas de restos a pagar na ordem de R$ 3,9 bilhões.

Justificativa

No decreto, o Executivo elencou os motivos para decretar a calamidade financeira, entre eles a incapacidade de quitar o décimo terceiro de 2018 de parte dos servidores, e ainda, o próprio escalonamento de salários implantado nas folhas de pagamento dos meses de novembro e dezembro de 2018.

Houve também o aprofundamento do endividamento do Estado por conta da realização da Copa do Mundo em 2014 e o altíssimo grau de inadimplência do poder público com os fornecedores.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 2

Leia mais sobre este assunto