Quarta-Feira, 21 de Agosto de 2019, 08h:37

Tamanho do texto A - A+

"Parece que tem alguém contra em Brasília", diz Mendes sobre empréstimo

Por: KHAYO RIBEIRO

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), afirmou nesta terça-feira (20) ter recebido uma resposta positiva do ministro da Economia, Paulo Guedes, quanto à liberação de um empréstimo no valor de U$ 250 milhões de dólares com o Banco Mundial. Caso liberado, o montante será utilizado na recuperação fiscal do Estado. 

Reprodução

Mauro Mendes e Paulo Guedes

O emedebista sinalizou, também, que a liberação do empréstimo não depende exclusivamente do ministro da Economia, uma vez que o pedido deve passar por outras instâncias. As afirmações ocorreram durante inauguração de uma nova linha de produção da gigante internacional Coca-Cola, em Várzea Grande

“Temos outros passos a serem dados, temos que ir a PGN, Casa Civil, Senado, comissão de assuntos econômicos, e tudo isso até final do mês, ou início de setembro, senão teremos que pagar a parcela do mês de setembro em torno de R$ 250 milhões”, disse.

Mauro Mendes corre contra o tempo, já que precisa pagar dia 27 de setembro a próxima parcela da dívida com o banco americano Bank Of America. O pagamento é feito a cada seis meses, e a próxima parcela vence em março de 2020, no valor de mais de R$ 110 milhões. O contrato foi firmado em 2012 e o pagamento segue até 2022.

“Ontem, tivemos mais uma vitória, mas temos ainda um longo caminho a percorrer. Parece que tem alguém em Brasília jogando contra, porque toda hora aparece um problema, que a gente está conseguindo vencer. Estamos remando para ver se conseguimos chegar ao final com êxito, que será muito bom para a recuperação fiscal do estado”, disse o chefe do Executivo.

Quando questionado sobre quem seria o suposto responsável, em Brasília, pelos impedimentos na liberação do empréstimo, Mauro Mendes respondeu que não “tem elementos suficientes para afirmar”. Contudo, o gestor explicou que a problemática se desenrola como consequência do passado.

“Então, a gente tem de ter muita responsabilidade com as nossas atitudes no presente, porque, senão, um dia a conta chega. E ela está chegando aí pela irresponsabilidade de alguns atores no passado do nosso estado”, argumentou o governador.

O Governo de Mato Grosso tem uma dívida para pagar com o banco americano Bank Of América. Para isso, o Executivo quer alongar o pagamento para mais 20 anos, acrescentando quase R$ 350 milhões a mais em outro empréstimo, que tem hoje um valor total de R$ 270 milhões, a uma taxa de juros de 3,5%. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei