Terça-Feira, 14 de Maio de 2019, 15h:30

Tamanho do texto A - A+

Fechada há mais de dois meses, Santa Casa de Cuiabá deve ser reaberta em junho, diz secretário

Por: KHAYO RIBEIRO

O secretário Gilberto Figueiredo, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), informou que a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá deve ser reaberta no dia 13 de junho. Fechada há mais de dois meses, a unidade de saúde está atualmente sob coordenação do Governo do Estado de Mato Grosso. O anúncio de reabertura da Santa Casa foi feito pelo secretário durante a inauguração de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Várzea Grande, na manhã desta terça-feira (14).

Alan Cosme/HiperNoticias

Gilberto figueiredo

 Secretário de Saúde Gilberto Figueiredo 

O gestor comentou também sobre a quitação dos salários dos servidores da unidade hospitalar, que há seis meses estão sem receber seus salários. “Quem definirá como os servidores serão pagos não é o Governo do Estado, é o acordo no Tribunal Regional Trabalho (TRT), em uma reunião agendada para o próximo dia 27. Acredito que lá, sim, devam ser feitas as tratativas finais sobre como serão feitos os pagamentos, e se em uma ou várias parcelas. É preciso saber se a Associação Santa Casa de Misericórdia vai aceitar o acordo”, apontou Figueiredo.

No encontro, o gestor disse que considera substanciais os cortes executados pelo Governo Federal em diversas áreas e falou não acreditar que a Saúde sofrerá com ações semelhantes.

“Eu não quero acreditar nisso, prefiro não sofrer por antecipação. A saúde requer investimentos robustos, mais do que aqueles que têm sido feitos aqui. É um caos no País todo a falta de recursos na área da saúde. Não quero acreditar que em uma área tão preponderante como essa sejam feitos cortes tão substanciais. Assim como não comemoro os cortes feitos na área da educação”, disse o secretário.

O caso das Unidades de Tratamento Intensivas (UTIs) infantis também entraram em pauta. Figueiredo disse na inauguração que a saúde é estrangulada com a paralisação da Santa Casa.

“Existe um déficit de UTI no Governo do Estado, quando paralisam as atividades de uma unidade hospitalar como a Santa Casa, que tem lá UTI neonatais e UTIs pediátricas, por conseguinte, isso causa um estrangulamento. Daí a necessidade de o Governo do Estado sentir a obrigação de promover a requisição administrativa da Santa Casa para diminuir esse colapso que estava na área da saúde. Nós estamos adotando as medidas, eu diria que de forma acelerada, para que a Santa Casa volte a funcionar o mais rápido possível assim como estamos adotando com providências para aumentar o número de UTIs nos nossos hospitais regionais”, disse.

Por fim, o gestor explicou sobre a atual situação financeira da SES e afirmou que o Governo ainda trabalha para quitar as contas da gestão anterior. “O Estado tem trabalhado para ser adimplente na gestão do governador Mauro Mendes [DEM]. Compromisso assumido com os municípios e isso temos de forma significativa amenizado esse passivo que existe. Nós já pagamos mais contas do governo anterior do que praticamente da nossa gestão”, finalizou o secretário.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1



1 Comentários

Armindo de Figueiredo Filho - 14/05/2019

Esse ""C A O S" que levou a "Santa Casa" nessa situação..,. NÃO TEM O "RESPONSÁVEL", O "GESTOR", O "CAUSADOR" .... seja lá o que for....... ,dessa TRAGÉDIA??? Vão ficar IMPUNES??? Essa é a questão !!!!!Onde está a JUSTIÇA???, Os Órgãos fiscalizadores???, Tribunais??? POLICIA??? MPU???? A matéria diz em REABERTURA!!! E DAÍ????? Quem foi que levou a esse PATAMAR?????Vão ficar livres e soltos????? É o pais dos "ABSURDOS E FALTA DE CRITÉRIOS" mesmo.... L A M E N T Á V E L....FIM DE PAPO.....

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA