Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019, 10h:03

Tamanho do texto A - A+

Embora minoria e oposição, Diego Guimarães diz que fica no PP

Por: PAULO COELHO

O vereador Diego Guimarães (PP), um dos principais opositores ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), na Câmara Municipal de Cuiabá, garantiu que não deixará seu partido pelo fato de a legenda já ter sinalizado que apoiará a reeleição de Pinheiro, no pleito de 2020.

Alan Cosme/HiperNoticias

diego guimaraes

“Eu continuo no PP até o momento em que ainda tiver forças pra falar e gritar que esse não é caminho ideal para o nosso partido”, disse o vereador, à reportagem do HNT/HiperNotícias.

Questionado se não teme alguma punição da executiva municipal do PP, já que a sigla é declaradamente situacionista quanto à gestão do prefeito, o vereador Diego disse que não se preocupa com isso.

“Não temo punição porque eles não teriam coragem, porque eles sabem que estão errados, sabem que a opinião pública vê os erros da gestão Emanuel Pinheiro. E quem ousar, talvez, me fazer qualquer mal, fazer qualquer artimanha para tomar meu mandato, por exemplo, seria punido nas urnas de forma muito severa”, avaliou.

Enquanto não enfrenta resistência ou perseguição interna no PP, Guimarães segue com “metralhadora giratória”, detonando o que considera “uma péssima gestão”. Segundo ele, seu partido só está na base do prefeito porque possui cargos importantes na administração.

Ao todo, são três secretarias: a de Obras, sob o comando do atual presidente do Diretório do Progressista de Cuiabá, Vanderlúcio Rodrigues; a de Cultura, comandada  pelo ex-vereador Francisco Vuôlo e a de Trabalho, que tem à frente, Débora Marques.

Segundo o presidente Vanderlúcio, a ideia de sua gestão é conduzir o PP na base aliada e ratificar apoio à reeleição do emedebista, com isso, eleger “seis vereadores” na Capital.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei







Mais Comentadas