Sábado, 17 de Agosto de 2019, 11h:40

Tamanho do texto A - A+

Beto é escolhido presidente do DEM de Cuiabá; Alas pró e contra apoio a Emanuel seguem divididas

Diretório Provisório de Cuiabá terá como meta principal, o fortalecimento da sigla, montando chapa competitiva para vereador e, talvrz, para prefeito. "É precipitado afirmar".

Por: PAULO COELHO

Foi formada por consenso, nesta sexta-feira (16), a Comissão Provisória do Democratas de Cuiabá, que conduzirá as tratativas sobre o destino que a sigla tomará no pleito de 2020.

Alberto Machado, o Beto Dois a Um, foi escolhido presidente do diretório. 

Alan Cosme/HiperNoticias

beto dois a um

 Alberto Machado (Beto Dois a Um)

Depois de intensas discussões, a direção provisória do DEM ficou assim composto:

Presidente: Alberto Machado (Beto Dois a Um); Vice-presidente: João Celestino; Secretário Geral: Domingos Sávio Pereira; Pascoal Santullo Neto: Tesoureiro; Chica Nunes; membro; Rodrigues Palma: Membro; Marcelo de Oliveira e Silva [ o Marcelo Padeiro]: Membro; Thiago França: Membro;  Márcia Auxiliadora de Campos: Membro; Leonardo Botelho: Membro; Rodrigo Vandoni: Membro; Humberto de C. Costa e Silva: Membro; Leonardo Leão: Membro; Paulo Traven: Membro  e Alan Porto: Membro.

“O maior sentimento desse diretório é de fortalecer o DEM. Neste  momento, o DEM é um dos maiores partidos do Estado, tem o governador, o presidente da Assembleia e um senador. Precisamos protagonizar aqui em Cuiabá, montando uma chapa de vereadores forte e, pela qualidade dos quadros do DEM, é natural que  se especule uma candidatura própria, mas a única certeza que a gente tem é a de fortalecimento do DEM em Cuiabá”, disse Beto Dois a Um, à  reportagem do HNT/HiperNotícias.

Cauteloso, Beto alega que “é prematuro fazer afirmações de recusa sobre estar ou não numa aliança com o MDB, de Emanuel Pinheiro, num possível projeto de reeleição do prefeito Emanuel.

“A política é a arte do diálogo. Tivemos alguns desentendimentos no início da semana quanto à  composição da chapa, mas esse assunto foi superado. Está todo mundo contemplado com a formação do diretório municipal e a gente vai focar nisso”, salientou. Ele apontou ainda que: “Qualquer coisa que for dita agora pode ser precipitada, já que as eleições só correrão no ano que vem”.

Por meio de uma análise individual dos nomes que integram o Diretório Provisório da sigla, há divisão de forças entre a ala que defende candidatura própria, sendo avessa a uma aliança com Emanuel, e a ala que já é simpática à gestão do atual prefeito e, consequente, a sua  reeleição.

O presidente é ligado ao governador, assim como o secretário-geral, e pelo menos três outros membros [como Chica, Thiago e Padeiro] também defendem a tese de que o DEM não deve marchar com o MDB.

Já os “simpáticos” a Emanuel são o vice-presidente e cinco outros membros, como Leonardo Leão e Márcia Campos, que tendem a acompanhar os irmãos Júlio e Jayme Campos e o próprio presidente da Assembleia, Eduardo Botelho.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei



1 Comentários

Henrique Dias - 17/08/2019

Conheço bem as entranhas do atual DEM de Cuiabá e de Mato Grosso, dois nomes que seriam de total consenso para uma disputa da Prefeitura de Cuiabá, é do ex-Deputado Federal Fábio Garcia, e do Ex-Prefeito Roberto França Se um deles habilitarem a disputar o Alencastro o Partido vai unido, qualquer outro nome havera racha com certesa. Aguardem 2020

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA