Terça-Feira, 28 de Maio de 2019, 16h:00

Tamanho do texto A - A+

Base e oposição se reúnem com Mauro Mendes para debater greve na Educação

Governador deve conversar com professores na próxima sexta-feira (31)

Por: REDAÇÃO

A presidente interina da Assembleia Legislativa, deputada Janaina Riva (MDB) convocou reunião do Colégio de Líderes, para a tarde desta terça-feira (28), com o intuito de dar continuidade aos debates sobre a greve dos professores da rede pública estadual, deflagrada nesta segunda-feira (27). Pela manhã, o assunto foi tema da reunião convocada pelo governador Mauro Mendes (DEM), no Palácio Paiaguás.

Assessoria

MM e deputados

Reunião convocada pelo governador Mauro Mendes, no Palácio Paiaguás, nesta terça-feira (28)

Para Janaina Riva o debate é o melhor caminho para encontrar uma solução. A expectativa, segundo a parlamentar, é que após reunião nesta sexta-feira (31), com o governador, os professores retomem às aulas.

“É importante o governador chamar base e oposição para uma conversa como essa. E o mais interessante: pedindo sugestão para reverter esse quadro através do diálogo e sintonia com a Assembleia”, disse a deputada.

Janaina ressaltou a importância de, em momentos de crise como esse, ouvir deputados de oposição, como o Lúdio Cabral (PT), que tem liderado o movimento em prol dos professores da rede pública, como uma forma de o governador entender o que sente o servidor público.

“Por várias vezes o governador disse que entende a indignação do servidor do Executivo pelo trato diferenciado que tem em relação a servidores de outros poderes. Então, acredito que com essa boa conversa, inclusive, o governador já se colocou à disposição de que vai receber os professores na sexta-feira. Muda muito o nível do debate, quando trata com respeito priorizando o diálogo, isso aumenta a perspectiva de uma solução plausível”, explica.

Dos 24 deputados, apenas seis que estão em viagem não participaram do encontro no Paiaguás. Janaina ressaltou dados apresentados pelo governo que comprovam que em alguns estados há melhor qualidade de ensino, com investimento maior que o de Mato Grosso, mas com a folha salarial menor.

A presidente também foi enfática ao garantir que a Assembleia Legislativa está atenta e novamente vai contribuir até solucionar o problema, diferentemente da nota emitida pelo Fórum Sindical, que a acusa de omissão e silêncio.

"Não há o que se falar em omissão quando eu e os demais deputados estávamos justamente reunidos com o governador para tratar do assunto, durante toda a manhã.  Não há o que se falar em omissão por parte da Assembleia Legislativa, quando a pauta do colégio de líderes desta terça-feira é justamente para tratar do assunto. O governador deixou claro que está disposto a dialogar, porém, que a prioridade é pagar a RGA para todas as categorias, assim que houver equilíbrio em nossa lei de responsabilidade fiscal”, finalizou.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1

Leia mais sobre este assunto