Quinta-Feira, 29 de Agosto de 2019, 11h:03

Tamanho do texto A - A+

Após reunião com Bolsonaro, Mendes consegue garantia de FEX e avanço em empréstimo

Por: FERNANDA ESCOUTO

Após reunião com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), nesta quinta-feira (29), o governador Mauro Mendes anunciou que o ministro da Economia Paulo Guedes garantiu que irá pagar uma parcela do Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX), em breve. Será liberado uma quantia de R$ 4 bilhões aos estados exportadores de produtos agrícolas, dos quais Mato Grosso faz parte.

Alan Cosme/HNT/HiperNoticias

mauro mendes

 Governador Mauro Mendes

Além da notícia sobre o FEX, Mendes também ressaltou que o governo federal garantiu mais um importante passo no processo para a aprovação do empréstimo de US$ 250 milhões com o Banco Mundial.

“Nós temos duas grandes conquistas que fizemos aqui. Primeiro, o presidente entregou a finalização do processo de empréstimo aqui dentro do governo federal. O próximo passo é lá no Senado, por isso vamos contar muito com a ajuda do senador Wellington e Jayme Campos, para que a gente rapidamente possa tramitar no Senado e dar o último passo, assinando esse contrato e vencer essa etapa importante na recuperação da contas públicas do Estado”, disse Mendes em um vídeo postado em sua rede social.

Participaram da reunião, deputados federais e senadores por Mato Grosso e alguns deputados estaduais, representando a Assembleia Legislativa.

“O ministro Paulo Guedes falou na frente de todos nós, garantiu, que será pago uma parcela do FEX de R$ 4 bilhões, que é dividido obviamente com todos os estados que participam do FEX, mas é uma notícia importante para o equilíbrio do Estado”, ressaltou.

O chefe do Executivo corre contra o tempo, já que precisa pagar dia 27 de setembro a próxima parcela da dívida com o banco americano Bank Of America. O pagamento é feito a cada seis meses, e a próxima parcela vence em março de 2020, no valor de mais de R$ 110 milhões. O contrato foi firmado em 2012 e o pagamento segue até 2022.

"Ajuda dos céus"

Nas últimas semanas, Mendes chegou a declarar que estava esperando uma ajuda dos céus, pois a cada momento aparecia um empecilho em relação ao pedido do empréstimo.

“As coisas estão andando, mas a todo o momento aparece um obstáculo com problemas do passado. Mas nós estamos lutando muito e creio que nós vamos, ao final, se Deus quiser. Porque agora eu já estou até pedindo ajuda dos céus, porque é muito problema que tem surgido para a gente conseguir fazer esse empréstimo para pagar uma outra dívida, que vence no curto prazo. E isso vai ajudar a equilibrar as finanças do estado”, disse à época.

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto