Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 15h:31

Tamanho do texto A - A+

Apenas três bens de Silval recebem lances em segunda praça de leilão

Por: FERNANDA ESCOUTO

Apenas três, dos seis imóveis que pertenciam ao ex-governador Silval Barbosa, receberam lances no leilão, que teve a segunda praça iniciada na última quinta-feira (17). Uma casa localizada em Matupá (615 km), um apartamento no bairro Jardim das Américas e outro no bairro Consil, em Cuiabá, foram os únicos que receberam propostas de compra.

Reprodução/M7Leilões

Bens de Silval Barbosa vão a leilão

 Edíficio Riviera de América

Os bens foram entregues por Silval em um acordo de colaboração premiada que foi homologado pelo ministro Luiz Fux do Supremo Tribunal Federal (STF), em 2017.

Todos os bens oferecidos na segunda praça estão com 50% de desconto. O apartamento no Edifício Riviera de América, avaliado em R$ 1,2 milhão e com lance inicial de R$ 601 mil, recebeu sete propostas até agora. No momento, está sendo vendido por R$ 750 mil.

O outro apartamento, no Edfício Manchester, está sendo arrematado pelo lance inicial de R$ 155 mil. 

Já a residência, localizada na cidade de Matupá, no valor de R$ 2,4 milhões, está sendo arrematada pelo valor inicial, R$ 1,2 milhão.

Os imóveis: Fazenda Serra Dourada II, avaliada em R$ 33 milhões, tem lance inicial de R$ 16 milhões;

A Fazenda Lagoa Dourada I, avaliada em R$ 10 milhões, está com lance inicial de R$ 5 milhões.

Já a Fazenda Lagoa Dourada, avaliada em R$ 2,9 milhões, tem lance inicial de R$ 1,4 milhão. Todos esses bens não receberam nenhum lance até o fechamento desta matéria.

A segunda praça encerra no dia 31 de outubro.

Na última quarta-feira (16), a primeira praça foi finalizada com apenas um imóvel arrematado. Trata-se do terreno localizado no Condomínio Portal das Águas, no Lago do Manso, que foi vendido por R$ 524 mil.

O imóvel fica no município de Chapada dos Guimarães (65 km de Cuiabá).

De acordo com o Marcelo Miranda, da M7 Leilões, empresa responsável pelo evento, o terreno no Lago do Manso foi arrematado na primeira praça, pelo fato de estar bem valorizado. “Nos últimos dois anos pra cá, aconteceram duas coisas que valorizam esse imóvel. Primeiro, que acabaram os terrenos na beira do lago, não tem mais disponibilidade, e segundo é a questão do valor mesmo”, disse ele ao HNT/Hipernotícias.

Dinheiro para presídios

No último dia 14, o juiz Leonardo de Campos Costa e Silva Pitaluga, da Vara de Execução Penal de Cuiabá, determinou que o dinheiro arrecadado no leilão de bens do ex-governador Silval Barbosa seja direcionado para utilização específica na reestruturação do sistema prisional do Estado. Os bens do ex-gestor, que estão a leilão após acordo de delação premiada, são orçados em cerca de R$ 51 milhões.

Conforme Pitaluga, o valor alcançado deve ser usado para a reforma e ampliação da Penitenciária Central do Estado (PCE), Centro de Ressocialização de Cuiabá, o antigo Carumbé, e ou outras unidades prisionais que estejam superlotadas ou com problemas estruturais.

Ainda de acordo com o juiz, os R$ 51 milhões também ajudarão no término da nova unidade prisional da Comarca de Várzea Grande, na construção de prédio próprio da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC), a ser instalada em Mato Grosso.

Além disso, prevê a construção de unidade própria para cumprimento de pena no regime semiaberto, em Cuiabá, entre outros. Há planejamento de construção, ampliação de locais apropriados, nas unidades prisionais, para a realização de audiência por meio de videoconferência.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei







Mais Comentadas