Sábado, 17 de Agosto de 2019, 14h:20

Tamanho do texto A - A+

Sargento da Polícia Militar morreu após forno elétrico explodir

Por: REDAÇÃO

A Polícia Militar lamenta a morte do sargento da reforma remunerada Leugenio Oliveira Amâncio, 53 anos, ocorrida na noite desta quinta-feira (15.08), em Cuiabá. O corpo do praça está sendo velado na Sala Tulipas, na Capela Jardins. 

leugenio jardins.jpg

 

O sargento Amâncio, que estava na reserva há dois anos, morreu depois de seis dias internado no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), unidade municipal de saúde pública.

Ele sofreu queimaduras em um acidente doméstico, uma explosão provocada por vazamento de gás de cozinha. Conforme familiares, a explosão, seguida de incêndio, ocorreu no momento em que o policial desligava o forno elétrico.

O sargento Amâncio serviu a sociedade mato-grossense, por meio da Polícia Militar, durante 30 anos. Atuou em diversas unidades do Estado, especialmente em Cuiabá, e por último, antes de se aposentar, estava lotado na Coordenadoria Militar de Segurança da Assembleia Legislativa. O policial deixa dois filhos, Leugenio Júnior e Felipe, além de dois netos e um terceiro que está a caminho.

O sepultamento ocorrerá às 7h30 deste sábado (17.08), no Cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei