Terça-Feira, 23 de Abril de 2019, 07h:59

Tamanho do texto A - A+

O crime compensa

Reprodução

Gazeta / Capa


O jornal A Gazeta publica de manchete e sub-manchete nesta terça-feira duas notícias que guardam relação entre si e indicam que o crime compensa:

01) O empresário Junior Mendonça, da rede de postos Amazônia Petróleo, mais que dobrou o número de lojas desde que fez delação premiada no escândalo conhecido como Ararath. De acordo com o jornal, ele tinha 11 postos e agora possui 24 unidades.

02) Já o delator de outro escândalo, o da Remora (Seduc), Perminio Pinto, sustenta em sua delação que Paulo Taques, seu então colega de Governo, recebeu R$ 1 milhão do empresário Willians Mischur, da empresa de empresátimos cosignados Consignum, para, supostamente, renovar seu contrato com o Governo.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei



Últimas Notícias