Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019, 15h:18

Tamanho do texto A - A+

Poder Judiciário celebra 13 anos de Lei Maria da Penha em colóquio

Por: REDAÇÃO

O engajamento de Poderes, instituições e entidades tem fortalecido cada vez mais as discussões e ações relacionadas ao enfrentamento da violência doméstica. Uma delas é o Colóquio 13 anos Maria da Penha, que foi lançado na manhã desta quarta-feira (17 de julho), na sede do Poder Judiciário de Mato Grosso. O evento ocorrerá em alusão aos 13 anos da Lei n. 11.340/2006, mais conhecida como Lei Maria da Penha, e contará com a presença de honra da própria Maria da Penha.
 

Divulgação

coloquio celebra lei maria da penha

 

Apoiadores e parceiros estiveram presentes reafirmando a importância da união para um assunto que, infelizmente, tem sido corriqueiro. Por isso, a Associação Brasileira das Mulheres da Carreira Jurídica (ABMCJ-MT) teve a iniciativa de reunir aqueles ligados diretamente à causa para promover o debate, que vai ser realizado no dia 9 de agosto, das 9h às 18h, no Teatro Zulmira Canavarros, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.
 
O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, esteve presente no lançamento do Colóquio e externou sua preocupação com os índices crescentes de violência doméstica e familiar. “Estamos vendo o aumento do feminicídio, isso é notícia todos os dias. Temos que ter estratégia, sensibilidade e tato para lidar com essas questões. Tenho certeza que desse evento sairão ações que vão impactar de forma positiva nosso Estado. Com a vinda da Maria da Penha e com a participação de todos, cada um em seu setor, haverá uma enorme contribuição”, afirma.
 

Divulgação

coloquio celebra lei maria da penha

 

Uma dos grandes nomes de referência em Mato Grosso quando se fala no enfrentamento da violência doméstica, a desembargadora Maria Erotides Kneip, responsável pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cemulher) no âmbito do TJMT, fez uma reflexão sobre o que ocorreu após a vigência da Lei Maria da Penha no Brasil, especialmente em nosso Estado. “Somos o estado brasileiro que primeiro implementou o exercício da Lei. Ela passou a vigorar em 22 de setembro de 2006 e as nossas varas de violência doméstica da Capital foram instaladas nessa data. De lá para cá, muitas vidas foram poupadas. Temos sim o que comemorar. Mas o que poderia ter melhorado mais, quais foram os avanços? Essa discussão é a proposta do colóquio”, comentou.
A desembargadora destaca a necessidade do envolvimento de todos, já que sementes estão sendo plantadas, justamente com a participação de diversos parceiros, como a implantação da rede de enfrentamento à violência doméstica que está se desenvolvendo em Cuiabá e em todos os municípios do Estado, com os Conselhos da Mulher.
 
“Precisamos pensar naquelas que sofrem. A dor de uma ameaça não é uma dor qualquer e só sabe disso quem passa. Temos que nos solidarizar, não podemos permitir esse sofrimento e é por isso que o Tribunal de Justiça está junto nessa causa. Queremos que todos sejam contemplados por esse trabalho e expressar à Maria da Penha tudo o que ela significa e tudo o que ela fez por milhares de mulheres”, ressalta.
 
À frente do evento, a presidente da ABMCJ-MT, Ana Emília Sotero, explica que quando a ideia surgiu para realizar algo desse porte, foi justamente para comemorar a sanção da Lei, já que em seus 13 anos de vigência, muitas vidas foram salvas. “Iremos conversar sobre os 13 anos da Lei Maria da Penha, sobre relacionamento abusivo, prevenção a partir das escolas, trabalhando as famílias, o corpo técnico dessas escolas, crianças e adolescentes. Além disso, teremos grandes nomes de mulheres que defendem o enfrentamento da violência doméstica presentes, como a própria Maria da Penha, a professora Sílvia Pimentel, além dos representantes de poderes, entidades, instituições e sociedade civil organizada.”
 

Divulgação

coloquio celebra lei maria da penha

 

Segundo Ana Emília, a concretização desse evento não seria possível se não fossem os apoiadores e parceiros, em especial o Poder Judiciário de Mato Grosso, na pessoa da desembargadora Maria Erotides, que coordena a Cemulher e é diretora da Escola Superior da Magistratura de Mato Grosso (Esmagis-MT). “Todos são de extrema importância, mas a desembargadora Maria Erotides abraçou a nossa ideia e fez toda a diferença”, disse ao citar ainda a advogada Flávia Moretti, da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Várzea Grande, na proposição dessa iniciativa.
 
São apoiadores e parceiros do evento o Governo do Estado, Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Ministério Público, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil seccional Mato Grosso, Prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande, Tribunal de Contas (TCE-MT), BPW Cuiabá e BPW Várzea Grande.
 
Estiveram presentes no lançamento do colóquio a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos; o defensor público-geral, Clodoaldo Queiroz; a secretária de Estado de Assistência Social e Cidadania, Rosamaria Carvalho; a diretora-geral do TJMT, Claudenice Deijany F. de Costa; a promotora de justiça Laís Glauce Antônio dos Santos; a advogada Flávia Moretti (OAB/VG); a presidente da Comissão de Direito da Mulher da OAB-MT, Clarissa Lopes Dias; a presidente em exercício da Associação para Desenvolvimento Social dos Municípios de Mato Grosso (APDM), Marli Noca; a procuradora-geral de Várzea Grande, Sadora Fonseca Chaves; o presidente da Comissão de Direito Penal da OAB-MT, Leonardo Bernazzolli; a coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Santo Antônio de Leverger, Tatiana Monteiro da Silva; o representante da Prefeitura de Cuiabá, Wilton Coelho Pereira; Helen Ferreira (Secretaria Municipal de Assistência Social); a representante da BPW-VG, Sonia Mazetto; a representante da BPW-Cuiabá, Sueli Batista, o coordenador de Infraestrutura do TJ, Roberto Cyriaco; e o coordenador da Esmagis-MT, João Lins, e demais integrantes dos órgãos parceiros.
 
Leia também:
 
 
Credito: Divulgação
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei



Últimas Notícias