Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 15h:14

Tamanho do texto A - A+

MPE investiga Max Russi e Baiano Filho por suposta promoção pessoal em evento

Por: FERNANDA ESCOUTO

O promotor de Justiça Marcos Brant Gambier Costa, da 3ª Promotoria de Justiça Cível de Barra do Garças, instaurou um inquérito civil para investigar o deputado estadual Max Russi (PSB) e o ex-deputado Baiano Filho. O Ministério Público Estadual (MPE) apura indícios de promoção pessoal durante um evento realizado no município de Araguaiana. A portaria é do dia 20 de maio. 

Reprodução/HNT/HiperNoticias

max russi e baiano filho.jpg

 Max Russi (E) e Baiano Filho

O MPE alega que o evento denominado “I Aventura Tour de Mountain-Bike do Vale do Araguaia”, promovido pela prefeitura de Araguaiana, entre o período de 08 a 15 de julho de 2017, foi financiado com dinheiro público e, ainda assim, fez constar o nome de agentes públicos em seu material de promoção e divulgação.

“Considerando que constitui ato de improbidade administrativa que atenta contra os princípios da administração pública qualquer ação ou omissão que viole os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade, e lealdade às instituições”, diz trecho da portaria.

O promotor solicita que seja encaminhada notificação recomendatória ao deputado Max Russi e ao ex-parlamentar Baiano Filho.

“Expeça-se Notificação Recomendatória ao Prefeito Municipal de Araguaiana, Sr. Getúlio Dutra Vieira Neto, recomendado abstenha-se de divulgar, nos eventos promovidos pelo Município, o nome, imagens, símbolos ou qualquer outra forma de promoção pessoal de agentes públicos ou políticos, em eventos financiados com verba pública, com as advertências acerca das cominações legais em caso de constatação de incidência do fato ora vergastado”.

Na última eleição, Russi foi reeleito com 35.042 votos, já Baiano Filho recuou do pleito e apenas apoiou Mauro Mendes (DEM), na disputa para o governo do Estado.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto








Mais Comentadas