Terça-Feira, 06 de Novembro de 2012, 09h:54

Tamanho do texto A - A+

Polícia cumpre mandado de reintegração de posse em área pertencente a Kamil Fares

Esta é a segunda vez que esta área de propriedade de Fares foi invadida. A primeira aconteceu em 2010 e a Justiça estadual também concedeu a reintegração de posse.

Por: ALIANA CAMARGO

A Polícia Militar (PM) cumpriu nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (06) um mandado de reintegração de posse de uma área, na região do Coxipó, na Avenida das Torres. O local, um dos mais valorizados da Capital após a abertura desta via, estava sendo ocupado por cerca de 360 famílias há dois meses.

A operação para desocupação da área envolveu 15 viaturas da Rotam, 100 policiais militares e cinco agentes de trânsito. Além disso, duas ambulâncias e uma viatura do Corpo de Bombeiros davam suporte a ação.

Hugo Dias/HiperNotícias

A invasão aconteceu em meio ao processo eleitoral. A terra pertence ao médico, empresário e presidente do PDT de Cuiabá, Kamil Fares, em sociedade com o seu irmão Mahamed Fares.

O advogado de Fares, Gustavo Nahsan, informou que a terra pertence ao médico há pelo menos quatro décadas e possui cerca de 15 hectares.

Os policiais, acompanhado do oficial de Justiça, começaram a chegar por volta das 5h da manhã, no local que fica na Avenida das Torres, próximo à rotária de entrada dos bairros Osmar Cabral e Tijucal.

Não houve resistência por parte dos moradores. Até às 9h45, policiais se encontravam no local esperando os invasores retirarem o material empregado na construção de cerca de 100 barracos.

Hugo Dias/HiperNotícias

Esta é a segunda vez que a área de 15 hectares de propriedade de Fares foi invadida. A primeira aconteceu em 2010 e a Justiça estadual também concedeu a reintegração de posse. A família Fares ainda tem outras três grande áreas, formando um total de 92 hectares.

A ocupação foi organizada pelo agricultor Deorisvaldo Vieira Sampaio, 67 anos, mais conhecido como Baianinho. O líder do movimento alega que o número da matrícula do documento da família Fares não bate com o documento que eles encontraram no cartório do 5º Ofício e por isso organizou a invasão.

Hugo Dias/HiperNotícias

Falando pela família, Mohamed, irmão de Kamil Fares, disse que tem tudo documentado desde 1966 e que cria gado na região. A família tem planos de investir no mercado imobiliário: "Temos parceria com a Ginco e a Golde Faber. Lá na área queremos construir 4.280 apartamentos e casas e onde eles (os invasores) entraram está previsto um centro comercial", disse Fares.

FAMÍLIAS

Hugo Dias/HiperNotícias

O pedreiro Gedival Inácio da Silva, 27, está saindo do local sem sabe ainda o que vai fazer já que sua mulher está grávida de sete meses. “Agora vou procurar novamente outro lugar para alugar, mas o que eu ganho mal dá para pagar o aluguel e pagar as contas por isso vim para cá”, disse.

De acordo com Deorisvaldo Vieira Sampaio a invasão foi feita por 360 famílias, porém no local havia pouco mais de 100 barracos.


Atualizado às 10h46

 
Credito: Hugo Dias/HiperNotícias
Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto