Sexta-Feira, 11 de Outubro de 2019, 14h:46

Tamanho do texto A - A+

Bolsas da Europa sobem com Brexit e encontro Trump-Liu He oferecendo fôlego

Por: CONTEÚDO ESTADÃO

Os mercados acionários europeus encerraram o pregão desta sexta-feira em alta, com o otimismo de investidores em relação a dois impasses que parecem estar avançando: as negociações entre Estados Unidos e China, com as expectativas pelo encontro entre o presidente americano, Donald Trump, e o vice-premiê Chinês Liu-He; e o Brexit, após a União Europeia confirmar que dará celeridade às negociações com o Reino Unido. Com isso, o índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 1,96%, aos 389,50 pontos. Na comparação semanal, houve avanço de 2,77%

Agentes do mercado acompanham de perto as negociações comerciais entre EUA e China, cujas autoridades estiveram reunidas entre quinta e esta sexta, em Washington. Nesta tarde, às 15h45 (de Brasília), Trump e Liu He devem se reunir. Pela manhã, o presidente americano foi ao Twitter elogiar o andamento das tratativas, dando fôlego a ativos de risco. O índice DAX, da bolsa de Frankfurt, fechou em alta de 2,86%, aos 12.511,65 pontos, a máxima do dia. Na comparação semanal, o fortalecimento foi de 4,15%.

Investidores também se animaram com avanços no impasse do Brexit. Hoje, a União Europeia (UE) confirmou que vai intensificar as negociações com o Reino Unido nos próximos dias, na tentativa de chegar a um acordo para a saída britânica do bloco. Na bolsa de Londres, o índice FTSE 100 subiu 0,84%, aos 7.247,08 pontos, e 1,28% na semana. As ações do Lloyds Banking saltaram 12,27%.

Entre os bancos, o BPM disparou 3,65% na bolsa de Milão, onde o índice FTSE MIB fechou em alta de 1,88%, aos 22.165,34 pontos, a máxima do dia, e de 3,24% na semana. Por lá, contudo, o principal avanço se deu nas ações da fabricante de microchips francoitaliana STMicroelectronics, que saltaram 7,11%, A companhia costuma ser afetada por notícias envolvendo a guerra comercial.

Em Paris, o índice CAC 40 fechou em alta de 1,73%, aos 5.665,48 pontos - na semana, houve crescimento de 3,23%. A Renault subiu 5,12%, após o conselho da empresa aprovar a destituição do CEO Thierry Bolloré, que era próximo ao antecessor Carlos Ghosn, que foi preso em novembro do ano passado.

O índice Ibex 35, da bolsa de Madri, fechou em alta de 1,86%, aos 9.273,80 pontos, máxima do dia. Na semana, houve alta de 3,48%. Já o índice PSI 20, da bolsa de Lisboa, fechou com avanço de 1,20%, aos 5.003,97 pontos, com fortalecimento de 1,96% na comparação semanal.

(Com Agência Estado)
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei