Sexta-Feira, 17 de Agosto de 2018, 14h:16

Tamanho do texto A - A+

Análise não detecta danos ambientais e usina de Jaciara volta a funcionar

Por: REDAÇÃO

A Usina Porto Seguro voltou a funcionar nesta sexta-feira (17) após a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) concluir relatório técnico sem apresentar dados sobre os reais impactos que motivariam a continuidade do embargo à empresa. 
 

Assessoria

Informe Usina Porto Seguro

 

O documento, finalizado depois de quase 20 dias do acidente, não traz informações ou dados que demonstrem os danos ambientais apontados pelo órgão como possíveis de existir. E diz que análises feitas pelo próprio órgão não apontam alterações, considerando os próprios resultados insuficientes mesmo sem apresentar quais deveriam ser realizados para chegar à conclusão da existência do impacto. 
 
Segundo o documento, as análises de água colhida entre o segundo e sexto dia após o acidente apontaram "discretas alterações pontuais na concentração de matéria orgânica nos pontos mais a jusante do Rio Tenente Amaral". O resultado aponta ainda que "as concentrações de oxigênio dissolvido estavam normais em todos os pontos e não há indícios de continuidade de mortandade de peixes".
 
Segundo a Prefeitura de Jaciara, São Pedro da Cipa e Juscimeira não houve registro de impactos ao meio ambiente, econômico ou social aos moradores e às atividades de ecoturismo. 
 
Problema social
Na última quinta-feira (17), o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria do Álcool de Jaciara (STIFAJ), Isaías Gomes, divulgou uma carta aberta ao governador para pedir ajuda na resolução do problema, tendo em vista a morosidade da Sema-MT em resolver a questão, mesmo após a empresa atender todas as exigências para evitar que novos acidentes acontecessem. 
 
"O povo de Jaciara sangra. Perdida em meio aos vários escândalos, a Secretaria de Meio Ambiente se esqueceu das mais de 1.500 famílias mato-grossense que dependem da usina funcionando para ganhar o pão de cada dia. Parece que o secretário de Meio Ambiente quer acabar com nossos empregos", afirmou Isaías na carta. 
 
Uma reunião na Câmara Municipal de Jaciara foi realizada no dia 6 de agosto para tratar da situação de instabilidade vivida pelos moradores. O secretário André Baby, presente no encontro, afirmou que o acidente não havia gerado grandes impactos ambientais e que o compromisso da indústria em reparar os danos era evidente. 
 
“É importante, é elegante, é salutar que a empresa tenha esse tipo de comportamento no sentido de promover o diálogo, a solução, a adequação necessária.  Reconheço a atitude de empresário, que busca equacionar todos os problemas. Esse deve ser o perfil do empreendedor brasileiro, que tem dificuldades e é importante se manter transparência nesse tipo de situação”, afirmou. 
 
A conclusão de todas as adaptações necessárias para garantir a segurança do empreendimento, bem como atender a notificação da Sema-MT, foi divulgada na semana passada. Desde então era esperada uma resposta do órgão.
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto