Domingo, 14 de Julho de 2019, 12h:12

Tamanho do texto A - A+

Entidades beneficentes e projetos sociais participam do Festival do Chocolate

Por: REDAÇÃO

Um festival gastronômico, em que o chocolate é o protagonista, porém com diversidade em sabores, abrangendo doces e salgados, espaço para artesanato, moda, marcas que desejam divulgar seus produtos para famílias e ainda um evento que valoriza a solidariedade. Assim é o Festival do Chocolate de Mato Grosso, que alcança sua quarta edição e acontece nos dias 26, 27 e 28 de julho, no Sesi Papa, no bairro Morada do Ouro, em Cuiabá.

Reprodução

Chocolate

 

Desde sua primeira edição, comenta a idealizadora e organizadora do Festival, Zilda Castanho, o evento abre espaço para entidades beneficentes e filantrópicas no sentido de contribuir com a responsabilidade social: “As entidades são convidadas a participar, sem qualquer custo, justamente para otimizar a comercialização de seus produtos, além claro, de divulgar as iniciativas que fazem a diferença em nossa cidade e transformam realidades”.

Neste ano, participam a Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer de Mato Grosso, Amor em Retalhos, Luxo sem Lixo, Apam, Lions Clube Cuiabá Norte, Pastoral Familiar São João Paulo II, Clichês na rua e projeto Verde Novo.

Desde a primeira edição, a Rede Feminina está presente no evento com o Bazar do Bem, em que comercializa roupas e sapatos recebidos em doação. A expectativa é superar o ano anterior, em que foram comercializadas peças de roupas e sapatos, ao valor de R$ 10 cada, totalizando uma venda de R$ 20 mil em três dias de evento. Criada em 1989, a entidade filantrópica surgiu do sonho de um grupo de mulheres com intuito de prestar atendimento e assistência social aos pacientes carentes com diagnóstico de câncer. 

A presidente da Rede Feminina, Maria Carmen Palma Faria Volpato, destaca que a participação no Festival é essencial pois o valor arrecadado contribui para aquisição de medicamentos e próteses destinados aos pacientes oncológicos, bem como o auxílio na realização de exames.

O projeto Amor em Retalhos participa pelo segundo ano do Festival e prepara diversos produtos como jogos americanos, capa de galão de água, toalhas de lavabo, difusores, velas, caminhos de mesa, sacolinhas para carro, toalhas de banho, toalhas para cabeça, guardanapos, sousplat, capa de sousplat, nécessaire. Amor em Retalhos é um ateliê com peças feitas por voluntários, cujo objetivo é ajudar as obras sociais Irmão Áureo, que atendem famílias em vulnerabilidade social no bairro Santa Laura, em Cuiabá. Isolda Risso, empresária e coordenadora do ateliê, comenta que o Festival foi um marco decisivo na história do projeto. “A partir do Festival, o Amor em Retalhos ampliou seu espaço físico, montou a loja para atender a demanda que veio depois da nossa participação”, comentou.

Também pelo segundo ano consecutivo participando do Festival, o projeto Luxo sem Lixo, originário do espaço Nassar (que remete às iniciais das palavras Natureza, Amor, Saber, Simplicidade, Amizade e Realização), nasceu a partir de uma doação de sobras de material de cortinas. A iniciativa estimula a economia criativa, reunindo costureiras da região do Coophema, que recebem uma porcentagem do valor pela produção. Assim, utilizando outros tecidos e materiais incorporados à doação recebida, diversos produtos foram confeccionados, como mochilas, bolsas, porta-moeda, avental, lixeirinha de carro. “Temos cinco costureiros e costureiras, entre eles um de 17 anos, um meio de incentivar a criatividade, descobrir novos talentos, e ainda motivar a arte da costura independente da idade”, comentou Ju Manfredini.

O Festival também abre espaço para a Associação Matogrossense Protetora dos Animais (Apam), criada em 1996 e que a partir de 2006 teve uma alavancada em suas ações por conta da adesão de membros protetores, de padrinhos e eleição de uma nova diretoria. A Associação possui um abrigo, ainda sem sede própria, para cerca de 60 cães e gatos. “Realizamos o Bazar mensalmente no bairro Pedra 90, normalmente no segundo domingo do mês, fazemos rifas venda de almoço, calendário e camisetas. Desde 2017 participamos do Festival com o Bazar e o valor arrecadado é muito importante para nossas ações”, explicou Valéria Cerisara.

Realizado no Sesi Papa, o Festival do Chocolate 2019 vai contar com a participação da Comunidade Memorial São João Paulo II. A coordenadora da Pastoral Familiar, Susi Aparecida Inoui explica que o milho e seus derivados, como pamonha, bolos e curau, são os protagonistas do estande, sendo a renda revertida para a ampliação da capela São João Paulo II. “É a nossa primeira participação no Festival, estamos felizes pela oportunidade e ansiosos para receber o público aqui no Memorial, um espaço tão significativo em nossa cidade. O Papa João Paulo II visitou Cuiabá em 16 de outubro de 1991 e celebrou missa campal às 11 horas no espaço onde hoje há uma praça de oração com uma cruz no centro”, acrescentou Susi.

O amor é a inspiração para o projeto Clichês Na Rua, que vai levar sua arte para o Festival do Chocolate. Para Talissa Briante, fundadora da iniciativa com Thiago Azevedo, somos vários corações pulsando e almejando por uma mesma coisa: “Transformar o mundo, o mundo de uma pessoa, através do Amor. Assim, o Clichês Na Rua é um movimento e uma marca social, com a missão de fazer uma diferença significativa na vida de cada pessoa que passa por nós”, pontua ela. Talissa conta que o Clichês Na Rua faz  três tipos de trabalhos: impacto social nas ruas, em que são colados arte de rua (lambe-lambe) com frases de amor, positividade e encorajamento, em postes e muros abandonados, com autorização do poder público; produção e comercialização de produtos como camisetas, canecas, pôsteres e adesivos e doações, em que a cada venda, uma parte do valor é doado para comunidades e investido no impacto social. No Festival, a ideia é comercializar os produtos e causar um impacto social por meio das mensagens.

Já o Lions Clube Cuiabá Norte, Organização não governamental de prestação de serviços voluntários e vinculado ao Lions Clubes Internacional, participa do Festival em parceria com a tradicional sorveteria Nevaska. São 50 anos de fundação, originando-se do Lions Clube de Cuiabá, o primeiro clube de Lions fundado em Mato Grosso, há mais de 60 anos na capital.

Pela primeira vez no evento, o projeto Verde Novo vai distribuir mudas de árvores de espécies tropicais ao público. Uma iniciativa do Tribunal de Justiça, da Vara Especializada do Meio Ambiente – Juizado Volante Ambiental (VEMA-JUVAM), Prefeitura de Cuiabá e a OSCIP Instituto Ação Verde, o projeto tem como objeto estruturar e conduzir ações de educação ambiental com foco na arborização de escolas públicas e privadas, área públicas e grandes espaços de Cuiabá, conscientizando a população sobre a importância das áreas verdes para as zonas urbanas, além de buscar o resgate do título de “Cidade Verde” para a capital.

O festival - A edição 2019 do Festival do Chocolate terá sua decoração inspirada em Cuiabá 300 anos e vai trazer mais inovações, como um concurso de bolo cenográfico inspirado no mesmo tema. Zilda comenta que o Festival envolve as tradicionais empresas de doces da capital, além de salgados, comidas saudáveis, artesanato, moda, plantas naturais e oficinas gratuitas.

Idealizado para toda a família, o Festival contará com espaço kids e espaço pet para os animais de estimação. Para esta edição, estão previstos cerca de 160 expositores e um público de 40 mil pessoas. O evento é uma realização Vivaz Marketing e Eventos, em parceria com o  Sesi, o Senai e a Universidade de Cuiabá (Unic), apoio da Itaipava e Gráfica Print.

Informações:   (65) 98412-9090

Serviço -  4º Festival de Chocolate de MT

Data: 26, 27 e 28 de julho, das 16h às 00h

Local: Sesi Papa, Av. Oátomo Canavarros, S/N, bairro Morada do Ouro, Cuiabá

Entrada gratuita

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto




Últimas Notícias