Quinta-Feira, 02 de Maio de 2019, 09h:40

Tamanho do texto A - A+

Concerto marcado pela diversidade celebra aniversário de Mato Grosso

Por: REDAÇÃO

Christiano Antonucci/Secom-MT

Concerto aniversário MT 1


A descentralização no acesso à cultura e a arte foi a proposta principal do espetáculo Mato Grosso de Todos os Ritmos, que ocorreu na noite desta terça-feira (30), unindo a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), sob a batuta do maestro Fabrício Carvalho, e uma dezena de artistas em um concerto marcado pela diversidade e alegria. 

“Um concerto que vai ficar para a história. Uma reunião de diversos representantes das tradições musicais de Mato Grosso em um único espetáculo. Uma iniciativa bem-sucedida em favor da democratização do acesso aos nossos bens culturais. O primeiro de muitos. A ideia é que possamos levar a orquestra e muito mais convidados para todos os cantos do Estado, para praças públicas e lugares de fácil acesso a população, valorizando sempre nossas tradições e nossos artistas e promovendo a arte”, descreveu o secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Allan Kardec. 

Christiano Antonucci/Secom-MT

Concerto aniversário MT 2


De acordo com a Polícia Militar, aproximadamente duas mil pessoas prestigiaram o espetáculo realizado na véspera de feriado do trabalhador, no entorno da Arena Pantanal, em comemoração aos 271 anos de Mato Grosso e aos 300 anos de Cuiabá.

Com arranjos inéditos especialmente encomendados ao maestro Leoni Pepe D'Adderio, todo o repertório da noite foi pensado para exaltar a música mato-grossense e, principalmente, valorizar os artistas do Estado.  

Entre os convidados e gêneros musicais dessa primeira edição foram destacados: o lambadão do grupo Erre Som, o rasqueado de Roberto Lucialdo e do trio Pescuma, Henrique e Claudinho, a tradicional música cuiabana de Vera e Zuleica, a Bateria Touceira da Confraria do Bode, a música sertaneja de Johnny Everson e Allan Maycon, o pop rock da banda Strauss,  o rap de Breno Dz6 e do haitiano radicado em Cuiabá, Asid Adult Man, a música romântica de Queila Ribeiro e a erudição da violinista venezuelana Yndira Villaroel.

 

Christiano Antonucci/Secom-MT

Concerto aniversário MT 3


“Hoje, tivemos aqui uma grande representação da qualidade da música mato-grossense, permeada pela presença importante da universidade pública. Trata-se de um compromisso com a cultura estadual. Precisamos desse tipo de iniciativa para fortalecer, valorizar e promover o acesso aos bens culturais, é uma questão de cidadania. E a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer é fundamental para esse processo. A propósito, é uma das mais importantes secretarias do Governo que, com a iniciativa deste evento, demonstrou estar no caminho certo”, ressalta Fabrício Carvalho.

Christiano Antonucci/Secom-MT

Concerto aniversário MT 4 Fabrício Carvalho


Da mesma maneira, pensa o cantor e compositor Pescuma, que ao lado de seus parceiros Henrique e Claudinho, que homenageou Cuiabá com a canção “Despertar no Paraíso”.

“Nossa capital está no Centro Geodésico da América do Sul e isso já resume essa pluralidade cultural, essa diversidade de ritmos. O maestro Fabrício Carvalho tem essa capacidade de misturar o popular e o erudito nesse caldeirão maravilhoso que é a cultura mato-grossense. Também quero parabenizar o secretário Allan Kardec e o governador Mauro Mendes por essa grata iniciativa em favor da cultura. O primeiro grande evento dedicado à música, nessa nova gestão, resulta nessa comunhão entre muitos artistas. Temos que juntar todas as forças mesmo. Nós, artistas, precisamos é de oportunidades, porque tocar e cantar a gente sabe fazer muito bem”, ressalta Pescuma.

Christiano Antonucci/Secom-MT

Concerto aniversário MT 5 Pescuma


Reverência ao mestre Bolinha

O homenageado da noite foi o lendário saxofonista Bolinha, que fechou a noite convidando todos os artistas a voltarem ao palco, para uma bela interpretação da canção “Carinhoso”, de Pixinguinha. “Hoje eu deixo o rasqueado a cargo do trio Pescuma, Henrique e Claudinho porque essa canção – Carinhoso - eu dedico à toda a cultura de Mato Grosso. Eu sinto que a nossa música ganha um fôlego com esse concerto de hoje, tem muita gente bacana envolvida. Está tudo muito bonito. Mato Grosso está bonito, Cuiabá está bonita”, comemora Bolinha.

Christiano Antonucci/Secom-MT

Concerto aniversário MT 6 Bolinha


Promovendo encontros inusitados, a noite passeou por diversos ritmos, como o híbrido lambadão. Para Roni, vocalista da banda Erre Som, o concerto foi um marco na carreira do trio.

“O lambadão vem conquistando seu espaço há algum tempo, mas hoje chegamos a um ponto muito importante das nossas carreiras. Poder tocar com a Orquestra Sinfônica da UFMT é um privilégio muito grande e sinal de que o lambadão tem um papel importante entre os ritmos de Mato Grosso. É motivo de muita felicidade ver o lambadão representado nesse encontro de todos os ritmos. O Erre Som com a orquestra é muito gostoso”, festeja.

Christiano Antonucci/Secom-MT

Concerto aniversário MT 7 Erre Som


Quem também comemora essa mistura entre a música de orquestra e os ritmos populares é Roberto Lucialdo, um dos grandes representantes do rasqueado em Mato Grosso. “Em toda minha carreira, esta é a primeira vez que vou tocar com uma orquestra. Estou muito emocionado, por isso escolhi uma canção que compus há exatos 31 anos, em homenagem à nossa capital, ‘Cuiabá, Cuiabá’”, revela Lucialdo.

Christiano Antonucci/Secom-MT

Concerto aniversário MT 8 público


E o público, aprovou a diversidade musical da noite de “todos os ritmos”. Meire Dias, comerciante, disse que é fã dos ritmos locais, como rasqueado e lambadão. “Eu nunca tinha visto uma orquestra tocando com músico de lambadão e rasqueado. Foi uma coisa impressionante de se ver. Ganhei a noite. Vou voltar para casa muito melhor de quando cheguei”, se diverte.

O evento ainda abraçou o propósito de angariar alimentos pata a campanha SOS Funcionários da Santa Casa de Cuiabá, já que a entrada era 1 kg de alimento não-perecível. 

 

 

 

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei