Domingo, 25 de Agosto de 2019, 10h:57

Tamanho do texto A - A+

Vídeos mostram magnitude das queimadas em Chapada dos Guimarães

Por: ANA ADÉLIA JÁCOMO

Reprodução

chapada dos Guimar?es

Parque é uma das maiores áreas de conservação de MT

O Parque Nacional de Chapada dos Guimarães (65 Km de Cuiabá) se tornou uma das 12.990 ocorrências de focos de calor registradas em Mato Grosso até agora.

O Instituto Chico Mendes da Conservação da Biodiversidade (ICMBio) afirma que o fogo já destruiu 10% de toda área da unidade de conservação.

Dois atrativos turísticos foram fechados por conta do fogo e fumaça. Por questão de segurança, os atrativos Cidade de Pedras e Vale do Rio Claro seguem suspensas à visitação.

O incêndio, na região de morros e de difícil acesso, teve início em 9 de agosto nas proximidades do distrito de Água Fria, zona rural de Chapada dos Guimarães.

Foram 2.984 hectares queimados. A área total atingida por este mesmo incêndio, dentro e fora do Parque Nacional, já ultrapassa 8,5 mil hectares.

Conforme o Corpo de Bombeiros, o incêndio está controlado e equipes terrestres permanecem no local realizando rescaldo e vigilância, em combate próximo ao Rio Mutuca. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma tropa terrestre da corporação e do ICMBio, bem como o Grupo de Aviação Bombeiro Militar, foi rapidamente mobilizada e se concentraram em uma região inferior da serra para evitar a propagação das chamas em residências de chácaras e sítios.

O parque tem 32.630 ha, protege amostras significativas dos ecossistemas locais e assegura a preservação dos recursos naturais e sítios arqueológicos existentes.

Entre as diversas atrações, as principais são? Mirante do Véu de Noiva, a Cachoeira dos Namorados e Cachoeirinha, o Circuito das Cachoeiras, a Casa de Pedra, Morro de São Jerônimo e a Travessia do Morro de São Jerônimo com pernoite no abrigo "Casa do Morro".

O período proibitivo de queimadas em Mato Grosso começou no dia 15 de julho e segue até o dia 15 de setembro. Neste período, fica proibido o uso de fogo em áreas rurais para limpeza e manejo, levando em consideração o risco de incêndios florestais de grandes proporções. No perímetro urbano, as queimadas são proibidas durante todo o ano.

Veja os vídeos:

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei