Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019, 11h:50

Tamanho do texto A - A+

Reitora afirma que foi surpreendida com corte de energia na UFMT

Por: JOAO AGUIAR

A reitora da Universidade Federal de Mato Grosso, Myrian Serra, participou de um ato em defesa da universidade na manhã desta quarta-feira (17) no campus, em Cuiabá. Ela comentou, entre outras coisas, sobre o corte de energia que foi realizado na terça-feira (16) em todas as unidades da instituição.

Divulgação

UFMT campus Cuiab?

Segundo a reitora, ela estava em Sinop, a 505 km de Cuiabá, visitando o campi da UFMT na cidade, quando foi surpreendida com a notícia de que o fornecimento de energia estava sendo suspenso em todas as unidades da instituição.

“Foi uma ação bastante orquestrada, porque eu já tinha uma reunião agendada com a Energisa nesta quinta-feira (18). Já havia negociações com a concessionária de que até quinta-feira não haveria cortes na energia. Foi isso que foi dito para nós na segunda-feira (15)”, explicou.

De acordo com Myrian, após contato com o Ministério da Educação (MEC), cerca de R$ 1, 8 milhão foram adiantados do orçamento da UFMT para o pagamento da dívida e o restabelecimento da energia. Como o pagamento não pôde ser feito por completo na terça-feira, por ser um valor muito alto, o acordo com a Energisa é de finaliza-lo até o fim desta quarta-feira.

A reitora comentou também sobre o “Future-se”, um programa apresentado hoje (17), pelo Governo Federal, que tem a proposta de reestruturar o financiamento do ensino superior público. A expectativa, segundo ela, é que amplie a participação de verbas privadas no orçamento universitário.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei