Segunda-Feira, 07 de Setembro de 2015, 11h:21

Tamanho do texto A - A+

Esteticista conta como eliminar os indesejáveis cravos e espinhas

Por: RAYANE ALVES

A limpeza de pele é um procedimento estético que tem objetivo de remover cravos, impurezas e o milium, que são pequenos cistos causados pelo acúmulo de óleo e pele nos poros, mas a técnica deve ser realizada somente em consultórios ou clínicas especializadas.

 

De acordo com a esteticista Júlia Maria da Silva, do Marina Salão de Beleza, a orientação é essencial porque o procedimento no rosto tem etapas essenciais para não se converter em uma dor de cabeça, que vão desde a higienização da pele até a aplicação do filtro solar. Caso não seja feito corretamente, pode trazer irritação e até deixar sequelas para toda a vida.

 

Reprodução

tratamento a laser

“Em geral a pessoa irá deitar sobre a maca para realizar a limpeza de pele e usar uma proteção para os olhos, que pode ser o próprio algodão. Alguns produtos, por ter certa quantia em química, podem dar alguma reação nas pessoas alérgicas, por isso sempre é interessante o acompanhamento de um profissional”, disse.

 

A limpeza de pele é indicada principalmente para remoção de cravos abertos (que são pontos pretos) e fechados (pontos brancos), além da remoção de miliuns. O procedimento dura, em média, uma hora.

 

“A técnica remove também as células mortas e ajuda a manter a pele macia e saudável. A limpeza bem realizada pode melhorar até as peles oleosas e secas, principalmente nesse calorão e tempo seco”, frisou.

 

Conforme Júlia, o tempo entre uma limpeza e outra depende muito do tipo de pele. As peles normais e secas, por exemplo, podem repetir as etapas a cada dois meses. Já as peles mista e a oleosa exigem um cuidado maior. O ideal é fazer uma limpeza de pele por mês e utilizar produtos cosméticos paralelos ao tratamento.

 

“Já as pessoas que têm um grau de acne muito intenso e estão em busca de melhor resultado, devem sempre ter orientação de um dermatologista”, alertou a técnica.

Ainda sobre as indicações da limpeza, Júlia salienta que, ao contrário do que muitos pensam, a limpeza é contraindicada para remover espinhas, porque pode deixar cicatrizes, além de gerar mais inflamação e agravar o quadro de acne.

 

“A limpeza de pele não é recomendada para peles muito sensíveis, aquelas que ficam vermelhas com facilidade, que sob o sol fazem rubor; as com muita descamação, e aquelas que costumam desenvolver alergias e irritações com facilidade, além das peles com muita espinha. Também não é recomendado o procedimento em pele bronzeada, porque, após a exposição ao sol, a melanina está em atividade”, explica.

 

CUIDADOS APÓS LIMPEZA

De acordo com a esteticista, a pele demora cerca de 48 horas para se recuperar após uma limpeza profunda. Por isso, alguns cuidados devem ser redobrados nesse período e também após. “Todos os procedimentos da limpeza, em especial a extração dos cravos, sensibilizam e irritam a pele. A extração de milium, por exemplo, forma casquinhas, porque a pele sofre microcortes”, comentou. O ideal é ficar as 48h sem se expor ao sol e aplicar filtro solar com, no mínimo, FPS 30.

 

CONFIRA O PASSO A PASSO DA LIMPEZA DE PELE

Primeiro a pele é higienizada com loções de limpeza desengordurantes, cuja ação varia de acordo com o tom e tipo de pele. O objetivo é remover maquiagem, cosméticos e até mesmo as impurezas decorrentes da poluição. Após a limpeza, é feita a aplicação de produtos específicos, para facilitar a extração de cravos e acnes que não estejam inflamadas.

 

Depois disso, começa a etapa mais longa, a 'extração', que pode durar até 30 minutos. Primeiro a pele é esfoliada e submetida a um vapor com ozônio, que tem como finalidade abrir os poros e dar emoliência à pele, facilitando a drenagem dos cravos, espinhas e dos miliuns. O tempo de exposição ao vapor com ozônio é de, no máximo, cinco minutos. Após esse tempo, é aplicado, por mais 10 minutos, apenas o vapor de água sobre a pele coberta por uma fina camada de algodão embebido em emoliente 

 

A retirada de cravos e miliuns requer uma técnica específica. Segundo Júlia, os cravos são espremidos com os dedos, mas o profissional nunca aperta a pele diretamente, sempre usa uma gaze médica para fazer a extração. Isso evita machucar a pele e também ajuda a reduzir a dor. Já os miliuns são removidos com a ajuda de uma microagulha, porque é necessário romper a casquinha que cobre o cisto para expelir a bolinha de sebo do seu interior.

 

Após a extração, é utilizado um aparelho de alta frequência para cicatrizar e atuar como anti-inflamatório sobre os pontos da pele que sofreram microlesões. Já no final, será realizada uma massagem com manobras suaves e metódicas, com finalidade terapêutica, que auxiliam na aplicação de substâncias hidratantes e calmantes. Depois é colocada uma máscara de 10 a 20 minutos de acordo com a pele para acalmar vermelhidão. E por último é aplicado em forma de gel ou loção o filtro solar que faz parte da última etapa da limpeza de pele. 

 

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto