Domingo, 15 de Setembro de 2019, 10h:40

Tamanho do texto A - A+

Empresários de Chapada pedem doações para combater incêndios

Por: DA REDAÇÃO

Reprodução

Chapada dos Guimarães

 MT-251 tomada pela fumaça das queimadas

“Contamos com a ajuda de toda a população para aquisição de soprador para combate, óculos, luvas, rádios, entre outros equipamentos que serão utilizados para combater e se proteger do fogo”, explicou o presidente da CDL, Carlos Katayama.

A situação por conta das queimadas está cada vez mais caótica no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá. No último fim de semana, um foco de incêndio atingiu a área do Portão do Inferno, um dos pontos turísticos do parque que fica às margens da MT-251.

O fogo próximo à rodovia tem prejudicado o tráfego entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães. Em alguns pontos, a visibilidade é quase zero.

O fogo está se espalhando rapidamente por causa do calor e da baixa umidade. As chamas também já chegaram nas áreas onde ficam duas cachoeiras que atraem muitos turistas, a Cachoeira da Geladeira e a Cachoeira do Marimbondo. A população local e moradores das cidades vizinhas tem sofrido muito com a fumaça e a alta temperatura.

Para dinamizar os trabalhos, os focos são combatidos em várias frentes, com brigadistas e bombeiros atuando por terra, com abafadores e construção de aceiros. Em apoio a essas equipes, o Conselho Municipal de Turismo de Chapada dos Guimarães (COMTUR), a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL local) e a Casa Solidária se uniram em prol dos brigadistas para combaterem e prevenir os fogos que estão por toda a parte.

O presidente da Federação das CDL´s de Mato Grosso, Ozair Bezerra, parabenizou a iniciativa das entidades e fez um apelo. “População mato-grossense, entidades cedelistas do Estado, vamos ajudar essa causa que é nossa. É um pequeno gesto que pode fazer muita diferença. O patrimônio é de todos nós, é em benefício da nossa saúde”, argumentou ele.

Incêndios atingem 6.180 hectares do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães (MT), de acordo com estimativa divulgada neste sábado (14) pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). A estimativa foi feita com base nos focos de calor. O parque segue fechado para visitação por período indeterminado.

*Para doações, é preciso entrar em contato pelo número (65) 99981-4531*

Reprodução

chapada dos Guimarães

 Parque nacional enfrenta incêndios diuturnamente

 

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei







Mais Comentadas