Quarta-Feira, 11 de Setembro de 2019, 10h:03

Tamanho do texto A - A+

Em nove meses, Mato Grosso registra 12 casos de tremores de terra

Por: KHAYO RIBEIRO

No período de nove meses, Mato Grosso registrou 12 tremores de terra em seus municípios. O último abalo sísmico ocorreu na cidade de Juara (696 km de Cuiabá), na manhã do dia 5 de setembro, ocasião em que cinco estações de controle detectaram a ocorrência.

Reprodução

Gráfico terremoto, abalo sísmico, tremor de terra

 Imagem ilustrativa

Os dados do Observatório Sismológico (Obsis), vinculado à Universidade Nacional de Brasília (UNB), apontam que o tremor registrado na cidade de Juara foi de 2 graus de magnitude na escala Richter.

Conforme o levantamento do Obsis, em 20 de janeiro a cidade de Porto dos Gaúchos (650 Km de Cuiabá) sofreu com o primeiro abalo do ano. Na ocasião, as três estações que captaram o tremor registraram o abalo com 2,33 graus de magnitude na escala Richter.

O município de Brasnorte (585 Km da Capital) registrou dois tremores de terra consecutivos. O primeiro foi no dia dez de março - tendo sido verificado por sete estações foi classificado com 2.5 graus de magnitude. O segundo, registrado no dia 31 do mesmo mês, foi captado por quatro estações e foi classificado com 2.2 graus na escala adotada.

No mês de abril, foram verificados dois abalos no estado. O primeiro, na cidade de Nova Lacerda (541 Km de Cuiabá), foi captado por quatro estações e alcançou os 2.2 graus de magnitude. Já o segundo, verificado em Pedra Preta (244 Km da Capital), foi captado por cinco estações e alcançou os 1.9 graus na escala Richter.

Em junho, outros dois abalos sísmicos acontecerem em Mato Grosso. O primeiro foi na cidade de Juara (696 km de Cuiabá) e o segundo em Pedra Preta. Em Juara, o tremor de 2.2 graus de magnitude foi detectado por quatro estações. Enquanto que em Pedra Preta, um abalo de 2.1 graus foi medido por três estações.

No mês de julho, Mato Grosso registrou dois tremores de terra, um na cidade de Porto dos Gaúchos (16/07) e outro em Juara (29/07). Em agosto, o Obsis apontou mais um abalo sísmico em Aripuanã (30/08).

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei



Últimas Notícias