Sábado, 03 de Agosto de 2019, 14h:00

Tamanho do texto A - A+

Casais de MT são selecionados pelo Boticário para show de Ivete e Jota Quest

Por: KHAYO RIBEIRO

Três histórias de amor de Mato Grosso foram selecionadas em um concurso do O Boticário, no qual o prêmio é a participação no show “Amores Acústicos”, que contará com apresentações de Ivete Sangalo, Jota Quest e Silva. Todos os custos relativos à viagem dos escolhidos até São Paulo, onde será realizado o evento, serão pagos pela franquia de cosméticos.

Divulgação

Amores Acústicos

 Elisa Aparecida Braz Leonardi

O concurso do O Boticário selecionou as “500 histórias de amor mais emocionantes” do país. No bojo destas seleções estão as narrativas de dois casais que se conheceram de maneira inusitada e de uma mãe que viu nascer seu filho renegado pela medicina.

A seleção, que contou com mais de 25 mil concorrentes, lançou o desafio para ouvir as melhores histórias de amor do país na plataforma do concurso, entre os dias 13 de maio e 22 de junho. Para aqueles que desejarem acompanhar o evento à distância, o show terá transmissão ao vivo no canal Multishow e no site da campanha aqui, no dia 7 de agosto, a partir das 20h30.

Divulgação

Amores Acústicos

 Solayne Gomes Oliveira e Danila

Conheça as histórias

Uma das histórias selecionadas é a de Elisa Aparecida Braz Leonardi, residente em Tangará da Serra. Ela conta que ao descobrir que estava grávida iniciou o pré-natal e, apesar de tudo correr bem, sentia em seu coração de mãe que algo estava diferente.

Com 18 semanas de gestação, o médico suspeitou que o bebê não tinha nenhum dos rins, o que reduzia as chances de sobrevivência da criança.

O médico sugeriu interromper a gravidez, mas Elisa decidiu seguir adiante. “Confesso que fui ao fundo do poço e subi de volta. E daí em diante foi só alegria, cada dia, cada semana, cada mexida, eu sentia como se o bebê me agradecesse pela vida”, contou.

Elisa relatou também que conversou com Deus e que aceitaria a missão de ser mãe, porém, precisaria muito da sua ajuda. Assim, seguiu com sua gravidez até o dia 25 de julho de 2018, quando nasceu Emanuel, para conhecer sua família, e permaneceu vivo por 17 minutos.

“Que momento único, meu coração transbordou e eu agradeci porque meu mundo pode não ter se tornado azul, mas garanto que metade do meu coração sim, porque a outra metade já era rosa, por minha filha Eloisa, de 9 anos. Por alguns minutos eu consegui sentir seu calor, seu cheiro e sou grata por isso. Nosso anjo Emanuel partiu batendo suas asinhas e retornando para seu lar e para que o meu coração de mãe, depois de quase noves meses de gestação, ficasse em paz”, finalizou.

Outra história vencedora do concurso é a de Solayne Gomes Oliveira, conhecida como “Sol”. Ela conheceu Danila, o amor da sua vida, que morava em Pontes e Lacerda, por meio de um grupo de estudos nas redes sociais. Destes grupos, oito pessoas foram fazer o mesmo concurso no estado de Minas Gerais e combinaram de se hospedar no mesmo hotel.

Divulgação

Amores Acústicos

 Dianara Mendes Soares e Thalles Araújo

Uma confusão nas reservas colocou as pessoas em quartos duplos. Sol conta que chegou primeiro, chovia muito e houve uma queda de energia.

“Quando a minha companheira de quarto chegou não pude ver, mas senti um cheiro bom. Nos abraçamos, cumprimentamos e rimos daquela situação incomum. Liguei a lanterna do meu celular, mirei nos olhos dela e lá estava o amor da minha vida. Me apaixonei por um cheiro - era o perfume Portinari -, um abraço e o sorriso mais bonito que eu já vi’, conta Sol.

Após 40 dias, ela se mudou do Rio de Janeiro para Pontes e Lacerda para responder “sim” ao pedido de casamento feito por Danila Oliveira.

“No próximo dia 8 de agosto serão cinco anos com a pessoa mais incrível que conheci. E sabe o que não mudou desde o primeiro encontro? O amor e o Portinari”, brinca Sol.

A história de Dianara Mendes Soares, de Rondonópolis também foi uma das vencedoras do concurso;. Ela conheceu o seu marido Thalles Araújo, que morava em Uberlândia MG, pelo Whatsapp.

Por um erro de atendimento, o serviço de assistência técnica incluiu uma agenda de números de telefones desconhecida no celular dele. Thalles se comunicou com alguns dos contatos e, assim, por alguns meses, conversou diariamente com Dianara.

Ela conta que, sem nenhum motivo, ele parou a comunicação e assim se passaram cinco anos até que ela foi visitar os parentes que moravam na cidade mineira e eles se encontraram. “Foi amor à primeira vista e, depois de seis meses, ele se mudou para Rondonópolis. Talvez tenha sido um erro na troca de informações dos celulares, mas preferimos acreditar no destino”, relata Dianara.

(Com assessoria)

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto