Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 08h:31

Tamanho do texto A - A+

Câncer de mama em homens requer atenção aos sintomas

Por: EDIÉLISSA EDUARDA

O mês de outubro é considerado o mês de conscientização e prevenção ao câncer de mama. Para alertar a população foi instituído a campanha Outubro Rosa, que tem por objetivo alertar mulheres e homens sobre a importância da realização do exame de rotina para o diagnóstico precoce.

Dados da Secretaria de Estado de Saúde apontam que em 2017, um homem foi diagnosticado com câncer de mama em Mato Grosso. Em 2018, esse número subiu para três. Até o dia 18 de outubro de 2019, o Estado registrou três novos casos de câncer de mama em homens. Já com relação às mulheres em 2017, 425 mulheres foram diagnosticadas com câncer de mama em Mato Grosso. Em 2018, esse número subiu para 439. Até o dia 18 de outubro de 2019, o Estado registrou 172 novos casos de câncer de mama.

O tratamento do câncer masculino assemelha-se ao feminino. No homem, devido ao pequeno volume mamário, é necessário a cirurgia na mama para biópsia de um gânglio axilar, para avaliar a extensão da doença. Realiza-se também a retirada de linfomas axilares.

Em entrevista ao HNT/HiperNotícias o clínico geral Marcelo Sandrin, destacou a diferença entre os dois públicos, de acordo com ele “os homens possuem menos tecido mamário, o nódulo é mais próximo ao mamilo e devido a esse fator se torna mais palpável. Entre os principais sintomas estão a secreção, inchaços nos linfonodos axilares, pele ondulada ou enrugada, retração do mamilo, vermelhidão e descamação da pele”, explicou.

Reprodução

Câncer de mama em homem

O diagnóstico pode ser realizado por meio de exames de rotinas, no caso da confirmação de existência do nódulo no paciente, os procedimentos cabíveis são; o tratamento local, que é a retirada da mama acompanhado da radioterapia.

Tratamento sistêmico, que se dá pelo uso de medicações oral ou venosa. Esse procedimento atinge o celular cancerígenas em qualquer parte do corpo. Também são consideradas partes desse tratamento a quimioterapia e a hormonioterapia.

Já no caso do tratamento adjuvante, o tratamento de quimioterapia, hormonioterapia ou radioterapia acontece após a cirurgia. Diferente da neoadjuvante que pode ser realizada antes da cirurgia para diminuir o tumor

De acordo com Secretaria de Estado de Saúde, as Unidades de Assistência de Alta Complexidade (Unacon), habilitadas pelo Ministério da Saúde em Mato Grosso, para realizar o tratamento oncológico de quimioterapia e radioterapia são: Hospital Geral Universitário, Hospital do Câncer de Mato Grosso, Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis e Hospital Santo Antônio de Sinop. Além dessas unidades habilitadas, também oferecem o serviço de tratamento do câncer de mama o Hospital Regional de Cáceres e o Hospital Estadual Santa Casa.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei







Mais Comentadas