Domingo, 07 de Julho de 2019, 14h:00

Tamanho do texto A - A+

Aluna da UFMT é selecionada em programa de exploração espacial em Marte

Por: REDAÇÃO

A estudante Maria Gisllany Silva, 21 anos, foi selecionada para participar do programa de exploração espacial em Marte “The Mars Generation”. A aluna, que está no quarto semestre do curso de Física da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), faz parte de um seleto grupo de 48 estudantes de todo o mundo reunidos em torno de um propósito em comum. Ao HNT/HiperNotícias, a jovem conta que desde muito cedo sonha com a possibilidade de ir ao espaço e acredita que nada pode impedir aqueles que perseveram por seus objetivos.

Divulga??o

Maria Gisllany

 Maria Gisllany Silva, 21 anos

“Eu cresci vendo Apollo 13, meu sonho sempre foi ir até a Lua. Com a seleção para o ‘Mars Generation’, eu vou estar mais próxima de realizar meu sonho, porque essa é uma oportunidade única de desenvolver diversas habilidades e que pode favorecer muito o meu currículo”, conta a estudante de Mato Grosso.

A universitária afirma que a seleção para o programa não traz garantia alguma de que ela vá a uma missão tripulada para Marte. Isso ocorre porque os estudantes são selecionados para preencherem uma espécie de cadastro reserva em missões de exploração espacial, podendo atuar em diversos setores.

Tendo alcançado espaços de difícil acesso pela maioria, como participar de cursos na Nasa, agência americana de aeronáutica, Maria Gisllany revela à reportagem que sente seu maior desejo se aproximar: o sonho de ir à Lua.

“Uma série de missões às bases da Lua devem ser realizadas nos próximos oito anos. Eu vou me preparar muito nesse período para fazer parte de alguma dessas missões. Acredito que tudo que estou fazendo até agora me ajuda a alcançar esse objetivo”, conta a jovem.

Preparando as malas

A estudante da UFMT conta que pretende se mudar para o estado americano de Virgínia ainda no final deste ano. Maria está na última fase de uma seleção de bolsa em uma universidade dos Estados Unidos da América e pretende concluir seus estudos no exterior. Com a mudança, a jovem crê que será exposta a novos desafios e a um cenário mais propício à realização de seus objetivos.

“Pretendo me mudar em setembro para Virgínia. Dessa forma, vai ficar mais fácil para eu conseguir as coisas que quero. Estar lá vai ser bom também porque no ano que vem eu já vou participar de dois cursos de treinamento na Nasa, um em Houston e outro no Kenedy Space Center”, celebra Maria.

Com uma agenda apertada de estudos, a universitária conta que superou diversos desafios para alcançar as conquistas que têm vivido. Nascida na cidade de Serra Talhada, em Pernambuco, Maria veio para de Mato Grosso na infância. Orgulhosa de ter crescido na cidade de Tangará da Serra (240 km de Cuiabá), a estudante de física revela que, apesar do baixo incentivo à produção científica em Mato Grosso, desde sempre perseverou em seus sonhos.

Reprodu??o

Maria Gisllany astronauta cuiabana


Retorno à Nasa

No ano de 2016, Maria foi à Nasa, onde ficou por dez dias. Durante o período, a estudante realizou diversas atividades relacionadas ao universo da ciência. Na ocasião, ela visitou a agência com subsídio do Governo de Mato Grosso.

Agora, neste mês de julho, a jovem retorna à agência americana a convite da Liaison America para participar de um novo programa. Contudo, desta vez, a estudante não irá mais apenas como visitante, ela ficará alguns dias na Nasa como “Team Leader” – que é quem acompanha os novos alunos em visita à agência.

Para alcançar seus objetivos, Maria Gisllany abriu uma vaquinha virtual para subsidiar sua ida aos Estados Unidos da América. Por meio de uma conta no Catarse.me, a universitária narra um pouco da sua trajetória e apela para a solidariedade daqueles que puderem contribuir com suas conquistas.

Confira a seguir o relato completo da estudante. O link para a vaquinha pode ser acessado aqui.

Oi! Sou a aspirante a astronauta Maria Gisllanny B. Silva tenho 21 anos e sou acadêmica de física da Universidade Federal de Mato Grosso. Desde criança sou fascinada por astronomia e astronáutica e Iniciei minha jornada rumo ao brevê de astronauta estudando o espaço aos 8 anos de idade.

Em 2012, com 14 anos, comecei a desenvolver projetos de divulgação das ciências espaciais com o objetivo de apresentar a importância da pesquisa espacial nas escolas e comunidade do meu município. Atualmente o Programa Plêiades possui dois projetos e completa 7 anos de atividade. Já foram realizadas mais de 70 palestras, 23 eventos científicos e apliquei o projeto social Plêiades em 13 escolas.

Em 2015, conheci o astronauta brasileiro Marcos Pontes que me indicou o professor Dr. Marcelo Souza para me orientar em uma pesquisa.

Em 2016 fui convidada para participar do projeto oficial da NASA – Mission X - Train Like an astronaut pelo Dr. Marcelo Souza, líder do projeto no Brasil.

No mesmo ano fiquei entre os três classificados do concurso de redação científica da NASA – Cassini Scientist for a Day.

Em seguida, participei do IMAA – International Meeting of Astronomy and Astronautics, onde recebi o certificado do concurso pelo Gerente da NASA, Dr. Charles Lloyd, e representei o Estado de Mato Grosso no projeto “Mission X”.

Com o apoio do Professor Dr. Marcelo Souza, com os resultados nos projetos, realizei uma visita técnica ao Centro Espacial da NASA em Houston – Texas, onde tive a oportunidade de participar do curso de radioastronomia no Observatório Green Bank- Virgínia. A viagem foi integralmente patrocinada pela SEDUC – Secretaria de Educação do Estado e pelo Governo de Mato Grosso.

Após a viagem realizei palestras na Caravana da Transformação do Governo do Estado de Mato Grosso em Canarana e Cuiabá.

Em 2019 participei como bolsista do programa de educação internacional (Triple L - Liaison America). O programa proporcionou cursos e atividades de 18 dias nos Estados Unidos e a oportunidade de apresentar os projetos em universidades americanas e com isso estou transferindo minha graduação para a Universidade Sweet Briar College - Virgínia.

Neste ano fiquei entre os 24 estudantes internacionais selecionados no programa da Astronaut Abby em parceria com a NASA - 24 Under - The Mars Generation (Geração Marte).

Estou seguindo firmemente em meu planejamento para chegar ao espaço, mas para concretizar os próximos passos, preciso de recursos financeiros e por isso venho por meio desse financiamento coletivo pedir o seu apoio! Não pretendo parar por aí, nasci em Serra Talhada – PE e pretendo levar a bandeira brasileira para o espaço e expandir meus projetos educacionais no Brasil e no mundo”.

Credito: Reprodução
Credito: Reprodução
Credito: Reprodução
Credito: Reprodução
Avalie esta matéria: Gostei +11 | Não gostei