Segunda-Feira, 04 de Fevereiro de 2019, 08h:00

Tamanho do texto A - A+

Mensagens de um cidadão de bem

Que os nossos próximos legisladores, os quais passarão a tomar decisões em nosso nome, a partir de fevereiro próximo, possam se conscientizar da importância de semear e praticar sempre a “boa política"

Por: GABRIEL GUILHERME

Arquivo Pessoal

Gabriel Guilherme

 

Está prestes a amanhecer. No silêncio da madrugada, o relógio continua a funcionar lentamente. Perto das 05 horas da manhã, já se pode avistar o nascer do sol, algumas luzes se acendendo e o dia começando a raiar.

No entanto, o que mais nos toca nesse momento, são os sinais e sons emitidos por nossos celulares. São diversas mensagens advindas dos quatro cantos da nossa Cuiabá e até mesmo de todo o mundo.

Por um momento, passara por minha cabeça, serem apenas àquelas repetidas mensagens de “Bom dia”, as quais costumeiramente enchem nossas caixas de mensagem.

Mas, não! Não eram essas mensagens.

São pequenas frases, palavras sinceras, oriundas de pessoas que apenas desejam uma oportunidade de demonstrarem o seu potencial profissional.

Pessoas, com as melhores e mais conceituadas formações acadêmicas e experiências profissionais, mas que, por ora, se sujeitam a tais situações para garantir a sua subsistência, “prostituindo”, de certa forma, a sua própria profissão.

O dia, por fim amanhece. Os carros começam a circular pela cidade. As pessoas passam a se movimentar. O comércio a se erguer e o dia a fluir.

Todavia, algo continua da mesma forma. As mensagens continuam a chegar. Mas, agora, de forma diferente. Ligações também começam a surgir.

São pessoas precisando de algum auxílio. Seja um exame médico para um familiar ou até mesmo uma vaga em uma creche para o seu próprio filho.

Pessoas de bem, mas que precisam se sujeitar, mais uma vez, a tais situações para conseguir o básico para a sua sobrevivência.

Nesse momento, você leitor deve estar se perguntando, o porquê será desse relato, e qual será o intuito desse texto/artigo.

Pois bem, esse artigo evidencia um pouco do cotidiano, daqueles que decidem seguir a vida pública.

Daqueles, que verdadeiramente, deveriam abrir mão de seus objetivos pessoais, e colocar os coletivos, sempre em primeiro lugar.

Já o seu intuito, é externar o mais puro clamor, resultante das vozes das ruas.

Que essas mensagens possam parar de chegar, mas que as soluções possam ser encontradas, sem a necessidade de tamanha humilhação.

Que os nossos próximos legisladores, os quais passarão a tomar decisões em nosso nome, a partir de fevereiro próximo, possam se conscientizar da importância de semear e praticar sempre a “boa política.”

A política do bem. A política que serve as pessoas. A política das oportunidades.  

Oportunidades! Sim, é isso, oportunidades!

O que as pessoas precisam são de oportunidades, para que assim possam crescer e vencer em suas vidas.

Oportunidades, para que possam conquistar uma vaga no mercado de trabalho, uma vaga para o seu filho em uma creche, e até mesmo, um exame para o seu familiar em um hospital público de qualidade.

O eleitor, o cidadão de bem, acorda todos os dias, tendo no “político” um líder, um verdadeiro solucionador de conflitos.

Mas, que essa visão não continue sendo apenas uma via de mão única, mas sim de mão dupla, onde o líder possa verdadeiramente auxiliar na solução dos milhares e milhares de problemas, que tanto afligem a nossa gente.

*GABRIEL GUILHERME é Suplente de vereador por Cuiabá e estudante de Direito da Universidade de Cuiabá.

 

 

Avalie esta matéria: Gostei +4 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto











ESTÚDIO HIPER
INFORME PUBLICITÁRIO - ALMT - VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER _1

INFORME PUBLICITÁRIO - ALMT - VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER _2

INFORME PUBLICITÁRIO - ALMT - VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER _3