Quarta-Feira, 16 de Outubro de 2019, 08h:49

Tamanho do texto A - A+

Estilo após os 40, pode?

Por: PRI PREVIATTO

Divulgação

Pri Previato_capa


Muitas mulheres quando chegam a uma idade mais madura passam a ter dúvidas para se vestirem. Existem crenças limitadoras que repetem como uma vozinha insistente: “você não tem mais idade para isso!”

Agora diga você: Onde está escrito isso?

Quem fez esse manual de “pode e não pode” para determinada idade.

“Ah, mas Priscila, tem coisa que é inadequada para minha idade”. Pois então, o que é inadequado, agora, sempre foi.

A idade não é uma diretriz de estilo e, sim, o estado de espírito, estilo de vida e estilo pessoal. Se você AMA cores vibrantes e isso transparece sua personalidade, porque passar a usar rosa bebê na idade “x”?

O seu estilo se adapta as situações, locais que frequenta e etc.. e é isso que conta.

Talvez a origem de tanta dúvida ao se vestir seja a própria insegurança de parecer mais velha ou muito mais jovem no seu vestir. Equilíbrio é a palavra chave!

O que acontece com o passar do tempo é que as prioridades mudam, seu conhecimento e maturidade aumentam, o que era de extrema importância antes, hoje não te faz perder o sono. E, claro, que o estilo acompanha essas alterações.

Os locais que mulheres maduras passam a frequentar exigem mais sofisticação.

Então, como foi dito no início, são as circunstâncias que interferem no estilo e não a idade.

Caso você seja uma mocinha de 60 anos, que ama balada, porque evitaria o paetê que representa sua personalidade?

O seu vestir deve sempre representar a sua essência, comunicar o que não se faz necessário dizer com palavras. O vestir deve, em qualquer idade, deixar claro quem é você!

A mulher madura deve se agarrar na segurança que ela conquistou ao longo dos anos, deixando para trás a insegurança da menina que foi antes, se vestir de si mesma, se empoderar e ser cheia de estilo, independente de qual seja o seu!

Seguem algumas diquinhas para você seguir, ou não:

- Misture peças clássicas com modernas;

- Se preocupe mais com o caimento da peça;

- Se preocupe com os tecidos;

- Não abandone as cores, afinal, “a vida é da cor que você pinta”;

- Comprimento adequado para a fase da vida;

- Você pode sim mergulhar no mundo dos acessórios.

Tudo isso para dizer, seja você, independentemente de idade!

O seu vestir deve ser norteado por seu estilo, personalidade e tipo físico. Apenas.

O restante se adapta. O estilo não envelhece!

(*) PRI PREVIATO é Consultora de Estilo e Imagem e escreve para HiperNoticias às quartas-feiras. Instagram: priscila.previato – Facebook: pripreviato

Avalie esta matéria: Gostei +3 | Não gostei - 1