Quinta-Feira, 10 de Maio de 2018, 10h:40

Tamanho do texto A - A+

Zé do Pátio decreta luto por três dias em Rondonópolis

Por: REDAÇÃO

Diante da morte trágica do ex-prefeito que também já foi deputado estadual, e vereador, Hermínio J. Barreto, o prefeito de Rondonópolis, Zé Carlos do Pátio, decretou ponto facultativo a partir das 12h, desta quinta-feira (10). Apesar disso, Pátio já havia decretado luto oficial por três dias.

 

Marcos Lopes/HiperNotícias

Hermínio J. Barreto/Jota Barreto

Deputado J. Barreto foi prefeito e vereador em Rondonópolis

J. Barreto perdeu a vida na noite desta quarta-feira (9), em um acidente envolvendo ao menos nove veículos na BR–163, próximo a cidade de Jaciara. O velório acontece na Câmara Municipal de Rondonópolis. O sepultamento está marcado para as 18h, no Cemitério da Vila Aurora, também na cidade.

 

O decreto prevê a suspensão de todas as atividades administrativas, ressalvados os serviços essenciais em todo território do município, para que os servidores possam fazer as homenagens póstumas à memória de Barreto.

 

“Em nome do povo de Rondonópolis, externamos o sentimento de paz, fé e resignação à família do ex-prefeito pelo seu falecimento”, declarou Zé Carlos do Pátio.

 

No documento oficial, consta a irreparável perda do ex-prefeito que é natural de Campo Grande (MS) e era casado, sendo que iniciou os trabalhos em Rondonópolis como radialista, na antiga Rádio Clube, onde até a presente data exercia a função com muita dedicação e carinho pela grata profissão.

 

Por fim, o decreto destaca que o Poder Público Municipal tem por princípio e respeito render homenagens aos que prestaram relevantes ofícios à população rondonopolitana.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei



1 Comentários

Mariah - 10/05/2018

É só morrer que vira santo. Todo mundo já esqueceu que ele foi filmado recebendo propina? Se isso é prestação de serviço relevante, eu não sei mais o que é ética, honestidade, responsabilidade com DINHEIRO PÚBLICO, caráter, etc... Tem que decretar luto para as pessoas que morrem por conta da corrupção, que ele sabia muito bem como fazer. Se tivesse usado o dinheiro para arrumar estradas talvez agora estivesse vivo. Menos um pra roubar nosso dinheiro.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA