Quarta-Feira 22 de Fevereiro de 2017
pesquisas

Terça-Feira, 27 de Dezembro de 2016, 12h:35

Tamanho do texto A - A+

Vereadores reajustam os próprios salários que passam de R$ 15 mil para R$ 18,9 mil

Por: PABLO RODRIGO

Com 14 votos favoráveis e sete contrários, a Câmara de Cuiabá aprovou o aumento salarial dos vereadores. Eles passarão a receber R$ 18,9 mil a partir de 1º de janeiro de 2017.  

                    

A proposta foi apresentada pela Mesa Diretora da Câmara na sessão desta terça-feira (27), que deve ser a última deste ano.

 

O salário atual é de R$ 15,030 mil. A  Verba Indenizatoria dos próprios vereadores terá um acréscimo, já que ela representa 60% do salário de vereador.

 

Votaram contra Domingos Sávio (PSD), Toninho de Souza (PSD), Adilson Levante (PSB), Leonardo Oliveira (PSB), Onofre Júnior (PSB), Alan Kardec (PT) e Arilson Silva (PT).

 

Atualizada às 12h18

 

Com o reajuste do salário dos vereadores, aumenta também o vencimento do prefeito, que passa de R$ 17 mil para R$ 23 mil. 

 

Atualizada às 13h01

 

A Mesa Diretora da Câmara de Municipal de Cuiabá pode apresentar e votar ainda hoje (27) uma proposta de aumento salarial dos próprios vereadores que passaria de R$ 15,031 mil para R$ 18,9 mil. A medida polêmica já encontra resistência de alguns parlamentares, principalmente de quem não estará na próxima Legislatura.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

domingos savio

 

"A Mesa Diretora deve apresentar essa proposta de aumento. Na verdade seria uma correção das perdas inflacionárias, já que o salário de um vereador tem que ser até 75% do valor salarial de um deputado", disse o verador Domingos Sávio (PSD), que se posicionou contra o aumento.

 

De acordo com ele, existe uma forte pressão dos novos vereadores que querem a aprovação do aumento.

 

"Os novos vereadores que vão entrar a partir do ano que vem estão pressionando para que se aprove a proposta. Muitos têm procurado alguns vereadores para isso. Eles não querem o desgaste com a população e aprovar isso na próxima legislatura. Mas se depender de mim isso não passa. A crise do país não permite isso e a população é  totalmente contra", explica o vereador.

 

Para o vereador Ricardo Saad (PSDB), o projeto será apreciado ainda nesta sessão. O tucano explica que o aumento é  mínimo e que há oito anos não tem aumento para os vereadores.

 

"A Mesa Diretora deve apresentar esse projeto e nós vamos votá-lo. Agora é  importante lembrar que não temos aumento e é apenas a correção inflacionária", disse Saad, que é favorável ao aumento.

 

Caso seja aprovado o aumento salarial,  os vereadores passam de R$ 15 mil para R$ 18,9 mi e automaticamente se aumenta o salário do prefeito da capital e a Verba Indenizatoria dos vereadores que hoje corresponde a 60% do salário parlamentar.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei








2 Comentários

Cleber - 27/12/2016

Vergonha, não valem oque ganham. Deveria receber um salário mínimo.

Alberto - 27/12/2016

Em Mato Grosso só o estado está em crise, por conta da incompetência do governo Taques.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA

Leia mais sobre este assunto

Nó de Cachorro

Nó de Cachorro

'Papelão' barra jogo

Não é pedra no sapato

Meia-entrada

CBF veta tricolor

Mais Notas

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Comentadas