Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017, 15h:10

Tamanho do texto A - A+

Vereadores cobram estrutura para investigação na Câmara

Por: DA REDAÇÃO

Os vereadores membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada para investigar o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), se reúnem na quarta-feira (22), às 9h,  junto com o presidente da Câmara de Cuiabá, Justino Malheiros (PV), para deliberarem sobre a estrutura e agenda de trabalho da comissão.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

marcelo bussiki

 

Será a primeira reunião da comissão, formalizada na última sexta-feira (17) após quase dois meses de apresentação do pedido de abertura realizado pelo vereador Marcelo Bussiki (PSB), atual presidente da CPI. Além dele, fazem parte da comissão os vereadores Adevair Cabral (PSDB) e Mário Nadaf (PV).

 

Segundo Bussiki, a reunião será o pontapé inicial para que a CPI possa se estruturar. Será deliberado sobre quantos servidores serão necessários para dar andamento aos trabalhos, bem como quais requerimentos de informações serão formalizados, as pessoas a serem ouvidas, as reuniões internas, entre outras deliberações.

 

“Hoje pela manhã protocolamos o pedido de primeira reunião da CPI, a ser realizada entre os membros e o presidente da Casa. Vamos discutir sobre as condições mínimas de trabalho que a CPI vai precisar desta Casa de Leis, para que possamos desenvolver nosso trabalho”, disse.

 

Ainda segundo Bussiki, a intenção da CPI é que não haja novas contratações de servidores, mesmo diante da demissão de 460 servidores comissionados da Câmara, realizada em outubro.

 

“Até externei aos meus colegas que espero que essa CPI não onere a Câmara de Cuiabá em nem um real. Vamos fazer solicitação de servidores efetivos da Casa de Leis, dentre eles os procuradores, para não onerar um real do orçamento da Câmara. Vamos executar o trabalho em torno do que a Câmara já tem”, explicou.

 

A CPI terá 120 dias para sua conclusão, podendo ser prorrogada mediante a solicitação da comissão. O relatório final deverá ser colocado para aprovação do plenário. “Queremos trabalhar sem recesso, sem férias e tocar direto, até porque o recesso é da sessão plenária e não da Câmara de Cuiabá. Precisamos dar uma resposta à sociedade”, encerrou Bussiki.

 

Investigação - A CPI terá como função investigar possível quebra de decoro do prefeito Emanuel Pinheiro após ele aparecer, em vídeo que faz parte da delação do ex-governador Silval Barbosa, recebendo maços de dinheiro e colocando no paletó. O dinheiro seria referente a um "mensalinho" pago pelo ex-governador para obter apoio de Emanuel no período em que ele era deputado estadual. A delação premiada do ex-governador foi homologada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux.

 

Além disso, a CPI vai investigar a suposta prática de obstrução de justiça, por parte do prefeito, na divulgação do áudio de uma conversa entre o ex-secretário de Estado Alan Zanata e o ex-chefe de gabinete de Silval, Sílvio Corrêa.

 

 

No áudio, Zanata especula sobre o vídeo em que Emanuel Pinheiro aparece recebendo dinheiro das mãos de Sílvio Correa, em uma aparente tentativa de modificar o contexto em que as imagens foram gravadas. O áudio teria sido encontrado pela Polícia Federal, durante a Operação Malebolge, na casa do prefeito Emanuel Pinheiro.

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei - 1

Leia mais sobre este assunto




3 Comentários

Helson - 21/11/2017

Nossa..Vc ve a que ponto chegamos..Esses vereadores nao sao juizes, nao tem ninguem.delegado ai..E e um absurdo tirar tempo p essa acao..Cara sera que esses vereadores sao tao ruim de projetos que vao usar o tempo de fazer algo na saude educacao e seguranca e usar o custeio da camara na brincadeira de rato e gato..So em Cuiaba Mato Grosso que acontece essas coisas..Rificulo..Dai e coisa p policia e Justica e nao tem nada a ver com os anseios e necessidades de nossa cidade..Sera q esses vereadores tem curso superior..pq ta dificil demais ver tanta zona, rata e abobrinha num grupo so.

Carlos Nunes - 21/11/2017

Sugestão: É bom contratar um daqueles escritórios de Detetives Particulares dos bons...dar pra ele carta branca, que permita ser igual um cão perdigueiro farejador. Fuçando bem fuçado descobre tudo...só fuçação meia boca é que não descobre nada. Pode ser até que o Escritório faça tudo de graça, só cobre os custos básicos, pois terá uma repercussão internacional...vai entrar pra história do Brasil. Também, se essa moda pega, a Corrupção no Brasil cai uns 99,99%. Já pensou um detetive dos bons, tipo Sherlock Holmes, na cola dos caras...descobre o que tem e o que não tem.

cuiabano - 21/11/2017

parabéns vereador Marcelo continue firme, mostra que ainda temos políticos que nos representa. caso preciso convoque a população que esta do seu lado, são 24 vereadores contra 500 mil abitantes. vamos ver quem tem mais força.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA