Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2017, 08h:30

Tamanho do texto A - A+

Vereador ironiza relator da CPI do Paletó: "só falta convocar o taxista"

Por: FELIPE LEONEL

O vereador Abilio Brunini (PSC) ironizou o vereador Adevair Cabral (PSDB), relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, por querer convocar o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, para depor. Para Adevair, Mendes poderia dizer se o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) tem ou não capacidade de comandar Cuiabá.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

abilio junior

 Vereador Abilio Brunini

“Será que eles não vão chamar o guardinha que estava na rua ou o taxista que para na frente da prefeitura? Querem chamar todo mundo para poder desviar o foco”, afirmou Abilio, em entrevista ao HiperNotícias, durante sessão ordinária da Câmara de Cuiabá.

 

A CPI do Paletó investiga o prefeito Emanuel Pinheiro por quebra de decoro parlamentar e obstrução da Justiça. O peemedebista foi flagrado em um vídeo recebendo maços de dinheiro do ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa, quando era deputado estadual.  Somado a isso, a CPI também investiga o áudio gravado pelo ex-secretário de Estado, Alan Zanatta com o delator Silvio Cezar Correa, aprendido na residência de Pinheiro pela Polícia Federal. O áudio desqualificaria a delação de Silvio. No entanto, a PF apontou possíveis edições no material.

 

Adevair ainda quer convocar o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Cuiabá, Jaime Metello; o secretário de Serviços Urbanos, José Roberto Stopa, além do diretor da Águas Cuiabá, Marcelo de Oliveira. O relator quer também o depoimento do presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Cuiabá (Sintep), João Custódio.

 

"Eu pedi para convidar esses secretários e líderes para fazer um bate papo, porque na peça diz que o prefeito não tem condições de ficar no cargo, então essas pessoas irão dizer se o prefeito está conduzindo a prefeitura de forma correta", justificou Adevair Cabral, na tribuna da Câmara de Cuiabá, nesta terça.

 

Ainda de acordo com Brunini, Adevair Cabral tenta tumultuar e constranger os vereadores, pois alguns dos nomes elencados pelo relator seriam próximos aos parlamentares oposicionistas.  Ele ainda acredita que o requerimento de Cabral será indeferido pelo presidente de CPI do Paletó, vereador Marcelo Bussiki (PSB).

 

“A intenção dele é clara, é apresentar nomes que são amigos desses nove vereadores para tentar nos constranger, colocar no mesmo balaio. Isso vai prejudicar o processo, perder tempo chamando nomes que não têm nenhum envolvimento com o objeto investigado”, finalizou Abilio Brunini. 

 

A CPI é composta pelo presidente Marcelo Bussiki (PSB), o relator Adevair Cabral e um membro, Mário Nadaf (PV) e tem prazo de 120 dias, podendo ser prorrogada pelo mesmo período.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto