Terça-Feira, 10 de Abril de 2018, 14h:05

Tamanho do texto A - A+

Vereador acusa Semob de “crime de responsabilidade”

Por: FELIPE LEONEL

O vereador Abilio Brunini (PSC) acusou a Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob), conduzida pelo secretário Antenor Figueiredo de ser leniente com as empresas de transporte coletivo. Segundo o parlamentar, a média da idade dos ônibus ultrapassa o permitido na licitação de 4,5 anos de uso. Atualmente, a média da idade dos veículos é de mais de seis anos .  

 

Alan Cosme/HiperNoticias

abilio junior

 Vereador Abilio Brunini

Para Abilio, está comprovado o crime de “improbidade administrativa”, supostamente cometido pelo titular da Semob, Antenor Figueiredo. Ele afirmou, na manhã desta terça-feira (10), durante sessão ordinária da Câmara de Cuiabá, que iria protocolar as provas dos crimes nos gabinetes dos 24 vereadores por Cuiabá.

 

“Enquanto estão falando que terá uma nova licitação, faz vista grossa para um crime que está sendo no município de Cuiabá. É um crime na administração pública, na Secretaria de Mobilidade. Isso está sendo muito ruim para o cidadão, que paga R$ 3,85 e não tem um serviço de qualidade”, afirmou Abilio, em entrevista à imprensa.

 

Ainda segundo o parlamentar, a licitação permite a circulação de veículos com até 10 anos de idade, mas ele teria encontrado mais de 40 veículos com 10 e 12 anos, em total dissonância do permitido. Além disso, de acordo com Abilio, a licitação determina às empresas a substituição dos veículos anualmente.  

 

Dentre os documentos apontados como provas pelo vereador estão cópias de respostas de requerimentos feitos por ele em 2017, além da cópia dos contratos das empresas Pantanal Transporte; Norte-Sul e Integração Transportes. Todos os documentos seriam oficiais, expedidos pela Semob e a Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Cuiabá (Arsec).

 

Outro lado

 

Alan Cosme/HiperNoticias

lilo pinheiro

 Vereador Lilo Pinheiro

O vereador Lilo Pinheiro (PRP), líder da Prefeitura de Cuiabá na Câmara de Vereadores, saiu em defesa da Semob e do secretário Antenor Figueiredo. Ele reconheceu que há pontos a serem melhorados no transporte coletivo. Ainda segundo Lilo, o prefeito Emanuel Pinheiro deverá apresentar no dia 23 de abril o edital da licitação do transporte.

 

“Uma das principais características do crime de responsabilidade é que tem que ficar evidenciado a deslealdade e desonestidade. Isso não acontece aqui no município de Cuiabá”, garantiu.

 

Os parlamentares requeriam a presença do secretário Antenor Figueiredo antes da data para explicar os motivos de veículos acima de 10 anos estarem circulando em Cuiabá. Entretanto, o requerimento foi reprovado com o apoio da base do prefeito Emanuel. Lilo defendeu esperar o processo legal para formar uma convicção sobre o suposto crime de responsabilidade.

 

“O atual contrato é de 2003 e precisa ser corrigido. Uma coisa de 18 anos atrás não atende a realidade do município de Cuiabá. Ao invés de procurar fazer uma colcha de retalhos, uma emenda e outra ali, é preciso resolver de uma vez por todas essa problemática e a gente reconhece alguns pontos que precisam ser corrigidos”, finalizou.

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto