Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017, 12h:15

Tamanho do texto A - A+

Sem Maggi na disputa, Pedro Taques lidera todos os cenários

Por: FELIPE LEONEL

Conforme pesquisa estimulada realizada pelo Ibope, a pedido do jornal Diário de Cuiabá, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi (PP) lidera as intenções de votos com 18% da preferência popular. O levantamento, divulgado na edição desta sexta-feira (15), mostra que o governador Pedro Taques (PSDB) na disputa à reeleição só teria dificuldades caso o pepista resolvesse concorrer, hipótese já descartada pelo ministro. Em todos os demais contextos, Taques lidera a corrida ao Paiaguás. 

 

No cenário em que Blairo Maggi lidera com 18%, Pedro Taques e o ex-senador Jayme Campos (DEM) aparecem com 11% dos votos, o ex-prefeito Mauro Mendes 10%, senador Wellington Fagundes (PR) 7%, Procurador Mauro (Psol) 4%, Lúdio Cabral (PT) 3%. Também foram incluídos neste cenário o vice-governador Carlos Fávaro (PSD) e o conselheiro afastado do TCE, Antônio Joaquim (sem partido). Ambos aparecem empatados com 1% das intenções de votos. 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

blairo maggi/pedro taques

 

 

Em outro contexto, no qual os concorrentes de Taques seriam Jayme Campos, Procurador Mauro e Antônio Joaquim, o pessedebista lidera com 22% dos votos, contra 18% do democrata, 11% do Procurador Mauro e 4% do conselheiro afastado. Os votos brancos e nulos chegam a 32%, enquanto 13% preferiam não responder a pesquisa. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Com isso, Taques e Jayme estariam empatados neste cenário.

 

Com a presença do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (sem partido), o atual governador aparece com 23% de intenção de votos, já Mendes com 15%, Procurador Mauro 13% e Antônio Joaquim com 4%. Brancos e Nulos 32% e não responderam 12%. 

 

Taques também lidera nas intenções quando o nome do vice-governador Carlos Fávaro (PSD) entra na disputa. O tucano chega neste cenário a 26%, seguido do procurador Mauro com 17%, Antônio Joaquim 5% e Fávaro 4%. Brancos e Nulos 35% e não souberam responder 13%. 

 

O Ibope também apresenta o cenário no qual Taques aparece com 28% de preferência dos entrevistados. O procurador Mauro aparece com 17%, Antônio Joaquim com 5% e o deputado federal Adilton Sachetti (sem partido) 3%. Brancos e Nulos representaram 35% e os que não souberam ou não quiseram responder foram 12%. Na maioria dos cenários analisados pelo instituto de pesquisa, o número de Brancos e Nulos supera os 33%, com exceção do cenário em que o ministro Maggi aparece na disputa ao Governo. No cenário com Maggi, as abstenções somam 19%.

 

Segundo turno

 

Ainda de acordo com a pesquisa estimulada do Ibope, pela primeira vez na história após a constituinte de 1988, Mato Grosso deverá decidir a eleição ao Palácio Paiaguás no segundo turno.

 

Nos cenários simulados para o segundo turno, na disputa entre Taques e Mendes, o governador seria reeleito com 33%, contra 28% do ex-prefeito da capital. Brancos e Nulos correspondem a 31% e os que não responderam 9%. No segundo cenário, com o ex-senador Jayme Campos, Taques aparece com 30% de intenção de voto contra 27% do democrata. Ou seja, um empate técnico se levada em consideração a margem de erro. Brancos e Nulos foram 35% e 9% não souberam responder. 

 

No cenário com Taques e Fávaro, o governador venceria com 40% dos votos e o vice-governador ficaria com 11%. Se o segundo turno ocorresse entre Antonio Joaquim e Pedro Taques, o governador alcançaria 39% e Joaquim 15%. Na disputa entre o governador e o Procurador Mauro, Taques ficaria com 34% dos votos e o procurador com 23%. Já com Sachetti na concorrência, Taques leva vantagem e ficaria com 39%, enquanto o deputado federia ficaria com 12% das intenções de votos. Contra o senador Wellington Fagundes, Taques lidera com 34% contra 24% do republicano.

 

Já em um eventual cenário sem o governador Pedro Taques, a disputa ficaria entre Jayme Campos e Mauro Mendes, que aparecem empatados com 28% cada. Em todos os cenários avaliados no segundo turno, os Brancos e Nulos superaram os 30%, e os que não responderam giraram em torno de 10%.

 

Metodologia

 

A pesquisa Ibope ouviu 812 entrevistados em 30 cidades mato-grossenses entre os dias 2 e 8 de dezembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Dos 812 entrevistados, 196 são da capital, 140 da região sudoeste, 154 do norte e nordeste e 322 na região sudeste.

Avalie esta matéria: Gostei +3 | Não gostei - 4

Leia mais sobre este assunto




1 Comentários

Armindo de Figueiredo Filho Figueiredo - 16/12/2017

OS TRÊS MOSQUETEIROS AO SENADO, NÃO ESTÃO COM "' N A D A '" . São "Raposas Velhas"!"!"!Não querem largar o OSSO. Já mamaram bastante no PODER.Já deram o que tinha que dar. CHEGA"""". Estamos cansados de ouvir os mesmos discursos, as mesmas ladainhas, os mesmos hábitos, mesmas promessas, mesmos discursos. Chegou a hora da MUDANÇAS!!!!. Eleitores mato grossenses de bons sensos, com boas visões, que querem mudanças mesmo para Mato Grosso, não jogue o seu voto fora. Vamos eleger pessoas jovens, dinâmicas, arrojadas, com idéias novas e desafiadoras. Para impulsionar o desenvolvimento e crescimento do Estado de Mato Grosso. Os três postulantes de novo ao poder, já são figurinhas"CARIMBADAS". Estamos de olho nessa turma.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA