Quinta-Feira, 02 de Novembro de 2017, 10h:17

Tamanho do texto A - A+

Renivaldo desqualifica vereadores: "não têm condições de investigar"

Por: FELIPE LEONEL

O vereador Renivaldo Nascimento (PSDB) usou a tribuna da Câmara de Vereadores de Cuiabá para desqualificar os demais parlamentares, quanto a tentativa de investigar o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB). Para o vereador, os parlamentares não têm "condições técnicas" para apurar o vídeo em que o prefeito aparece enchendo os bolsos do paletó com maços de dinheiro, quando era deputado estadual. 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

renivaldo nascimento

 Vereador Renivaldo Nascimento

"Não tem condições. Não tem conhecimento para isso. Não é porque foi eleito aqui, por voto popular, que já adquiriu conhecimento. Quem está investigando é a Polícia Federal, que tem conhecimento técnico, tem competência na lei, o Ministério Público Federal e a maior corte desse País, que é o Supremo Tribunal Federal", esbravejou o tucano. 

 

O pronunciamento ocorreu após o vereador Diego Guimarães (PP) usar a tribuna, depois uma licença não remunerada, para anunciar a assinatura ao requerimento para criar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra Emanuel Pinheiro. O requerimento foi apresentado pelo vereador Marcelo Bussiki (PSB) e possui oito assinaturas com a rubrica do progressista. Falta mais uma.

 

De acordo com Renivaldo, a Câmara não pode investigar a Assembleia Legislativa. "Quem quiser investigar deputado ou governador, alguns dos senhores tem essa pretensão, quem sabe ano que vem. A partir de 2019. Candidato a deputado ganha e vai lá investigar esses fatos, quem sabe não têm essa oportunidade. Esse discursinho barato aqui é de candidato a deputado e muitos são candidatos a deputado", ironizou. 

 

Ele também acusou os colegas de tentarem transformar a Câmara de Vereadores em um "circo".  O vereador Gilberto Figueiredo (PSB) rebateu as declarações de Renivaldo em entrevista coletiva. De acordo com Figueiredo, se a Câmara se tonar um “circo” o tucano será o principal candidato ao principal personagem da casa de espetáculos.

  

Ainda de acordo com Figueiredo, o tucano não aceita o contraditório. "Na Câmara Municipal a única palavra aceita por ele é aquela que lhe satisfaz. Quem mais fala em transformar a Câmara em um circo é ele, e se a Câmara fosse um circo, provavelmente ele deva ser o candidato número 1 a protagonista neste aspecto", finalizou Gilberto Figueiredo. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto