Quarta-Feira, 10 de Janeiro de 2018, 14h:20

Tamanho do texto A - A+

PSDB prega "cautela" e diz que candidaturas não estão concretizadas

Por: FELIPE LEONEL

O presidente regional do PSDB, Paulo Borges, defendeu mais “cautela” nas articulações para as eleições deste ano, após presidente regional do PP garantir que o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), convidou o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, para concorrer ao Governo do Estado contra o atual governador Pedro Taques (PSDB).

 

Mayke Toscano/Hipernoticias

Paulo Borges Junior

 

A declaração foi dada na manhã dessa terça-feira (9) pelo deputado federal Ezequiel Fonseca. O PP fez parte do arco de aliança do governador Pedro Taques (PSDB) nas eleições de 2014. Entretanto, não ocupa cargos na administração estadual e há dentro da agremiação, grupos defendendo o afastamento do partido do governador do Estado.

 

“Todo mundo está agindo com muita cautela, nós não temos ainda nada concretizado a respeito de candidaturas em 2018, a oposição ainda não tem candidatura própria. Eu não quero falar por mim, quero seguir os membros da Executiva”, afirmou Paulo Borges ao HiperNotícias. Ainda segundo Borges, o partido vai se reunir na segunda quinzena deste mês para traçar as diretrizes.

 

Após a declaração de Fonseca, o ministro, que é o principal nome do PP no Estado, desmentiu o presidente da agremiação, afirmando que só vai discutir o assunto a partir de março.  “Em política tudo é possível, vai depender muito do que acontecer nos próximos três ou quatro meses”, disse o presidente do PSDB, Paulo Borges, sobre uma eventual candidatura de Mendes.

 

Ainda segundo Borges, o PSDB trabalha com as possibilidades da candidatura do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, ao Governo Federal, da candidatura do deputado federal Nilson Leitão ao Senado Federal e a reeleição do governador Pedro Taques ao governo do Estado. O partido também quer ampliar o número de representantes na Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados.

 

“Como presidente do partido não posso estar fazendo nenhuma fala, no sentido contrário de que não há a possibilidade do projeto de reeleição do governo e também da candidatura do senado. Como presidente do partido, eu quero o máximo para o PSDB”, disse Paulo Borges, afirmando que a candidatura de Nilson Leitão ao Senado já está definida deste o começo de 2017. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1

Leia mais sobre este assunto