pesquisas

Quarta-Feira, 21 de Dezembro de 2016, 08h:13

Tamanho do texto A - A+

Produtores pressionam para impedir que governo use Fethab para pagar despesas

Por: RENAN MARCEL

Representantes do setor do agronegócio de Mato Grosso apresentaram na tarde desta terça-feira (20) as reivindicações dos produtores para o projeto de lei que pretende regulamentar a arrecadação do Fethab 2. 

 

Na reunião, sugeriram a proibição do uso de recursos do Fundo para o pagamento de despesas obrigatórias pelo Estado, permitindo apenas que o dinheiro seja investido na infraestrutura e logística do estado. Além disso, apontaram a necessidade de separar a arrecadação do Fethab da Conta Única. 

 

Assessoria

deputados e produtores

 

"Tem algumas pautas já pacificadas com o governo e tem dois pontos que os deputados vão ter que discutir, especialmente no que se refere ao trânsito da Conta Única. E a pauta principal é o uso exclusivo do Fethab 1 e 2 para a área de logística do estado",  resumiu o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Maluf (PSDB). 

 

Em 2016, o governo estadual tinha autorização para utilizar os recursos do Fethab com despesas obrigatórias, como despesas com a folha de pagamento. Mesmo assim, a gestão de Pedro Taques (PSDB) enfrentou dificuldades para honrar o pagamento dos servidores.

 

Presidente da Famato, Rui Prado, defendeu ainda que o Fethab 2 tenha validade de apenas dois anos, terminando em 2018. A previsão é de que o Fethab de commodities arrecade R$ 350 milhões em 2017. Além disso, Prado cobrou a prestação de contas por parte dos municípios que recebem 50% do que é arrecadado com o óleo diesel. 

 

A cobrança é criticada pelo deputado José Domingos Fraga (PSD). Ele diz que o setor produtivo pode "travar" os municípios. Presidente da Comissão Orçamentária, Zé Domingos promete oposição ao projeto. "Eu vou para o debate e se quiserem colocar trava para os municípios, já adianto que não vai ser votado. Esta Casa não pode aprovar esse engessamento a mando de produtores rurais", diz. O projeto foi apresentado por liderança partidária, via deputado Dilmar Dal'Bosco (DEM), líder do governo na Assembleia.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei








Leia mais sobre este assunto

Nó de Cachorro

Nó de Cachorro

Silval delator

Contas bloqueadas

Problema do MPF

Desculpas de Emanuel

Mais Notas

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Comentadas