Quinta-Feira, 09 de Agosto de 2018, 08h:18

Tamanho do texto A - A+

Prefeito espera que denúncias de desvios não afetem candidatura de seu filho

Por: ANA FLÁVIA CORRÊA

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirma que as denúncias sobre seu envolvimento em esquemas de corrupção não devem afetar a candidatura de Emanuelzinho (PTB), seu filho, a deputado federal.  

 

Alan Cosme/HiperNoticias

Emanuel pinheiro

 

“Ele tem o CPF dele, tem o RG dele e responde pelos atos dele, assim como eu respondo pelos meus. Ele tem 23 anos, é adulto e sabe que caminho seguir”, disse. 

 

O prefeito é acusado pelo Ministério Público Estadual (MPE) de ter recebido propina do ex-governador Silval Barbosa em sua época de deputado estadual para manter sua governabilidade. Em vídeo, ele foi flagrado recebendo maços de dinheiro no gabinete do ex-chefe de gabinete de Silval, Sílvio Cézar Corrêa.

 

Neste mês, ainda, foi deflagrada a Operação Déjá vu, que o investiga pelo recebimento de verba indenizatória indevida por meio de notas falsas. Nesse esquema, ele teria recebido R$ 91,7 mil. O prefeito, no entanto, nega todas as acusações

 

“Eu vou provar que não tenho nada a ver com isso. É mais um assunto que eu vou provar que eu não tenho nada a ver. Nunca soube disso, nunca fiz isso. Nunca recebi nada ilícito”, alegou. 

 

De acordo com Emanuel, a sua candidatura não pode servir nem para ajudar e nem para prejudicar seu filho. Ele fez, inclusive, que todo o seu secretariado assinasse um termo de compromisso sobre o desrespeito eleitoral. 

 

“A candidatura do meu filho é uma decisão pessoal com apoio familiar. É uma decisão pessoal dele que é jovem, mas é adulto, fruto de uma vocação que ele demonstrou e que agora vai buscar o aval da população mato-grossense para poder honrar e representar o nossos estado”. 

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei